Arquivo do mês: dezembro 2007

>A ÚLTIMA DOSE DE 2007

>

pôr do sol em Ipanema em 30 de dezembro de 2007É incrível, meus poucos mas fiéis leitores, a sensação de que alguém disse, antes de nós, exatamente o que gostaríamos de ter dito.

Encerro 2007, então citando Aldir Blanc.

Perdôo a todos, não peço desculpas. Foi isso que eu quis viver.

Até.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

>A CONTA DISCRIMINADA

>

Não preciso lhes dizer sobre o que penso desse portentoso buteco tijucano, o Rio-Brasília – já disse o que tinha pra dizer aqui.

É lá que celebro a arte de incontáveis encontros, como esse, por exemplo, no dia 22 de dezembro, cuja fototeca encontra-se aqui.

Nesse dia, nesse sábado, depois de mais uma roda de samba na rua do Ouvidor, dirigimo-nos pra lá – como sempre.

E como sempre, também, esse gentil maiúsculo, o Felipinho Cereal, não permitiu que ninguém pagasse rigorosamente nada.

– Se estou à mesa ninguém paga porra nenhuma!!!!! – diz com a costumeira polidez da Tijuca.

Eis o registro da conta, discriminada, que me foi entregue, após incontáveis apelos meus, pelo Joaquim.

conta do Rio-Brasília de 22 de dezembro de 2007

Escrita à mão. No papel de pão. Com preços inacreditáveis. E escrita em códigos, não de barra, que somente os iniciados no pedaço compreendem.

Está lançado o desafio…

Quem mata, item por item, o que consta da conta?!

Não vale participar, é evidente, quem lá esteve ontem comigo e me ouviu decifrando o papiro joaquino – Fefê, Simas, Fraga, Prata, Augusto Diniz, Borgonovi e, é claro, Felipinho Cereal.

Até.

21 Comentários

Arquivado em Uncategorized

>FOTOTECA, NITERÓI, 26/12/2007

>






4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

FOTOTECA, 22/12/2007, RIO-BRASÍLIA

>

Felipinho Cereal, Carla e Arthur Mitke, Rio-Brasília, 22 de dezembro de 2007
Carlinhos, Rio-Brasília, 22 de dezembro de 2007
Dani Pureza, Clarisse e Daniel A., Rio-Brasília, 22 de dezembro de 2007
Felipinho Cereal e Arthur Mitke, Rio-Brasília, 22 de dezembro de 2007

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

>BABAQUICE OLÍMPICA

>

Estávamos em São Paulo, no interior do que viria a ser o Sabiá (ainda não o conheci depois de oficialmente inaugurado), quando chegaram a máquina de café expresso e a embalagem com os sachês contendo o pó do italianíssimo.

No instante em que bati os olhos na caixa, quase-vomitei diante da nojeira que li: PROTEGIDO POR ATMOSFERA MODIFICADA.

a nova maneira de se dizer embalado a vácuo

Pensei não ser possível.

Mas fui direto à mocinha que faria uma pequena demonstração sobre o funcionamento do troço:

– O que é isso? – perguntei, apontando.

– É uma maneira soft e mais elegante de dizer “embalado a vácuo”…

Não a agredi graças a intervenção do Marcão (conheça-o aqui). Puxou-me pelo braço, o bom Marcão, enquanto ria de chorar:

– Edu… já sei como anunciar peido em festa de grã-fino…

Eu, ainda revoltado com a politicamente correta, não saquei. Ele prosseguiu:

– Senhoras e senhores… Vou dar uma ligeira modificada na atmosfera…

Até.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

>O BLOG DA CORA RÓNAI

>

Dirá meu irmão Luiz Antonio Simas que estou acendendo muita vela pra pouco defunto. Mas como as velas estão em promoção no Mundial da rua do Matoso, seguirei em frente.

Ser expulso do blog de uma empregada d´O GLOBO – eles chamam expulsão de bloqueio – é, com a licença do exagero, quase uma medalha no peito, um prêmio a ostentar, um troféu na parede imaginária. Refiro-me ao insuportável blog de Cora Rónai (vejam o post exato aqui).

comentários no m blog da Cora Rónai

Eu apenas cobrara, da dona daquele pedaço, uma cobrança (a repetição é proposital) da lista, da famosa lista (não entendeu? veja aqui e aqui).

Aliás, diga-se a respeito da dita lista: NENHUMA linha n´O GLOBO de hoje sobre o assunto. Quem são – eu me pergunto – os intocáveis (artistas, jornalistas e jogadores de futebol) citados nas escutas telefônicas capazes de gerar tamanha censura nas redações????? Eis a razão pela qual sugeri ao Pedro Bial uma edição extraordinária do insuportável BBB (vejam aqui) apenas para tratar do palpitante assunto.

E sugeri isso à Cora Rónai por uma razão muito simples: como desconfio da censura na redação d´O GLOBO e como seu blog é independente, ou seja, não é hospedado pelo jornal, achei que ela poderia ter a coragem de, pelo menos, cobrar uma postura de seus coleguinhas de redação.

Mas, voltando.

Bastou eu cobrar a lista para que um cidadão, um fanático pela Cora (já falo sobre isso), estrilasse. Ele, depois outro, depois outro, depois outro… Lembrando que dirigi-me a ela, não a nenhum dos que se arvoraram de defensores (contra o quê, hein?!) da jornalista.

Breve pausa.

Blog de jornalista é um problema. Os freqüentadores – traço comum a todos os blogs, diga-se de passagem – se sentem íntimos do blogueiro (ou da blogueira, no caso) e passam a comentar TUDO, rigorosamente TUDO. No caso do blog da Cora Rónai, então, esse comportamento patológico vai às raias do inacreditável.

Ela publica, por exemplo, uma foto de seus gatos comendo atum (seu blog é, praticamente, um gatil), vejam aqui. E pipocam os comentários: um escreve “No atum, muito atuam. Mutuamente, não se metem, nem se matam?”; outra responde “Eles também adoram peito de peru defumado, blanquet light, manjubinha, presunto cozido, sashimi e franguinho desfiado. Lógico que eu não dou isso tudo para eles, só uma ‘lasquinha’ de vez em quando. Agora, eles detestam sardinha. Devem achar que é ‘coisa de pobre’!!!”, por aí.

Eu, que já implicava olimpicamente com a Cora Rónai desde muito antes da Copa do Mundo de 2006, quando ela foi inacreditavelmente escalada para escrever sobre seus passeios com uma capivara de pelúcia na Alemanha (duvida? Veja isso aqui, o inacreditável blog, também por ela mantido, chamado OS DIÁRIOS DA CAPIVARA…), eu que já desconfiava de sua postura corporativista quando denunciei, por email, o vergonhoso plágio de autoria de uma colega sua de redação (vejam aqui), agora fecho – digamos – o ciclo capaz de fixar em mim o desenho de seu papel na combalida imprensa carioca (e eu poderia dizer brasileira sem medo do erro).

Expulsou a mim (uma honra!, uma honra!, uma honra!) mas lá manteve os comentários a mim ofensivos – e vindo de quem vieram, repito, é um elogio. Aliás… ela expulsou, não… Alguém, covarde, que assina – vejam que nojo – Síndico de Plantão. E logo atrás – basta ir lá pra conferir – vieram os fanáticos aplaudindo a iniciativa.

Os mesmos que babam em bicho de pelúcia, os que dão a vida por um celular igual ao da jornalista, os mesmos que mandam cartas para a redação do jornal em nome dos gatos da dita cuja.

Tudo coerente, como se vê.

Até.

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

>BIG BROTHER BRASIL

>

BBBEu já havia cobrado, aqui, – quem sou eu? – a lista dos vips (artistas, jornalistas e jogadores de futebol) citados em escutas telefônicas feitas pela Polícia Federal durante a Operação Naufrágio que prendeu, no começo da semana, 17 pessoas.

Até agora, nada.

A manchete sumiu dos blogs de O GLOBO.

Por que não – eis a sugestão que faço – um BIG BROTHER BRASIL EXTRAORDINÁRIO, já que eles adoram fuxicar a vida alheia, contando detalhes da Operação Naufrágio, expondo as gravações em que são citados os membros da canalha, entrevistando os figurões que devem estar, à essa altura, com o perdão da palavra, com o cu na mão?????

Não seria uma boa idéia, Pedro Bial?

Até.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized