RALI DE CORDEIRO – AS RECEITAS

Conforme o prometido, vou lhes contar hoje sobre o rali de cordeiro que preparamos no sábado passado, eu e Sonia, na mansão dos Zampronha, no Alto da Boa Vista. Com os presentes que ganhei da CASTELLA ALIMENTOS, por intermédio de seu gerente comercial, Leonardo Brum, marcamos o banquete. Você pode conhecer a empresa, que tem sua sede industrial em Presidente Prudente, SP, aqui. O rali incluiu lingüiça de cordeiro, costeleta de cordeiro (ou carré tipo francês, como a marca identifica o corte), uma costela de cordeiro uruguaia (que compramos à parte), uma peça pequena de picanha de cordeiro (que usamos para preparar o arroz) e um pernil – e ficou tudo assombrosamente gostoso. Em ordem alfabética para não ferir suscetibilidades, participaram do rali, que foi das 11h às 21h, além de mim e da Sonia, André Zamprogna, Betinha, Dani Sorriso Maracanã, Flavinho, Marcela Zampronha, Marcelo, Rodrigo Zamprogna e Tati. Contamos com o sempre inestimável auxílio luxuoso da e usufruímos, ainda, da companhia de Felipe e Pepperoni. Às 11h passei por lá, deixei as carnes e parti pro melhor clube da cidade, o MONTANHA, onde tomei um banho de cachoeira capaz de garantir a inteireza do corpo durante a tarde que se anunciava trabalhosa. Ao meio-dia em ponto foram abertos os trabalhos.

Vamos aos ingredientes, além do Red Label, que não pode faltar: alho, cebola, batata, mostarda em grãos, açafrão em pó, sal grosso, sal fino, salsinha, azeite extravirgem, panceta, óleo de soja, alecrim, cravo e muita disposição. Como não somos esquizofrênicos, encontramos a bancada da cozinha toda preparada pela na qual NENHUM ingrediente dançava ou cantava, como acontece por aí. Antes, um detalhe. Eu gosto muito, muitíssimo de cozinhar (assim como a Sonia). E não me dá nenhuma espécie de enfado ter muito trabalho, razão pela qual a preparação cuidadosa de tudo me dá muitíssimo prazer. O que me faz ter muita residência com a “praticidade” na hora de cozinhar. Acontece que há muito ouço falar de um vinho preparado para tempero, da marca Chef Izidro, e achei que era o dia de experimentá-lo, ele que é feito com ervas finas maceradas e outros bichos. E não me arrependi. Na véspera, como mostra a foto abaixo, furei todo o pernil de cordeiro com uma faca fina e despejei sobre o bicho quase metade da garrafa de Chef Izidro. Cobri com alecrim, papel alumínio e mandei pra geladeira. Esta era sua aparência na manhã do dia seguinte, aberto que foi já na mansão dos Zampronha.

receitas de cordeiro

Cozinhar na mansão dos Zampronha é sempre uma experiência fabulosa. Queijinho fatiado, muitos frios, azeitonas, a cerveja (pra quem é de cerveja) sempre gelada, o gelo do uísque sempre garantido, espumantes tinindo, vinhos de tudo o quanto é jeito, e a primeira coisa do rali que preparamos, para iniciar o banquete, foram as lingüicinhas de cordeiro. Nenhum mistério. Óleo bem quente, frigideira, e estavam prontas em poucos minutos. Um senhor tira-gosto!

receitas de cordeiro receitas de cordeiro

Passamos ao preparo das costeletas, chamadas pela empresa fornecedora de “carré tipo francês” ou “french rack”. As fotos abaixo mostram bem como se deu a coisa. Bezuntamos as costeletas com a mostarda em grãos e com o açafrão em pó, o que deu aos bichinhos uma cor incrível! Sobre elas, uns seis dentes de alho cortados em lâminas fininhas e muitos ramos de alecrim fresco. Era uma questão de tempo. Ficaram duas horas nessa marinada. A mesma marinada, diga-se, que preparamos para a costela uruguaia, sendo que as costeletas foram fritas e a costela, assada no forno. Passamos a nos preocupar com o arroz.

receitas de cordeiroreceitas de cordeiro

A Sonia tratou do refogado. Picamos a picanha em cubos pequenos, a salsinha, muita cebola e muito alho. Óleo na panela, primeiro a cebola e depois o alho. Depois de tudo dourado, a picanha em cubos. Água pra fazer o caldo do refogado, fogo baixo e muita paciência pra que a carne pegasse bastante o gosto do refogado. Pronto? Fogo desligado. Vamos tratar da panceta.

receitas de cordeiroreceitas de cordeiro

A panceta (usamos uma peça pequena da CERATTI) também foi cortada em cubos pequenos. Se você não encontrar a panceta (o que seria uma pena…) pode usar bacon. Fritamos a panceta numa panela maior, já a panela na qual prepararíamos o arroz, que cozinhou num caldeirão enorme com bastante água e sal. O arroz quando pronto foi escorrido, secou um pouco e foi despejado, com o devido cuidado, na panela onde a panceta já estava dourada e crocante. Pusemos o refogado da picanha de cordeiro, cebolas cortadas em concha (como se desfolhadas) e o cravo. Tudo isso, é claro, depois das carnes, marinando por duas horas, já estarem quase prontas no forno e na frigideira. Está sendo um pouco confuso escrever sobre o tempo de tudo, mas vocês vão entender! Tampamos a panela do arroz, desligamos o fogo e esperamos o momento certo para regá-lo com bastante azeite antes de servi-lo.

receitas de cordeiroreceitas de cordeiro

Depois de duas horas marinando, pusemos a costela com quatro cabeças de alho inteiras, com casca, em um tabuleiro no forno, dentro do qual, quentíssimo, já assava o pernil (que levou perto de quatro horas lá dentro). Para o forno, também, foram as batatinhas regadas com azeite extravirgem, salpicadas com sal grosso e cobertas por ramos de alecrim fresco (para as batatas ao murro!), isso quando a costela já assava por pouco mais de uma hora. Abaixo, o arroz pronto!

receitas de cordeiro

Numa frigideira com óleo bem quente, pusemos as costeletas, que estalaram diante de nós, fazendo com que ficassem bastante crocantes e ainda vermelhas por dentro. Isso quando a costela e o pernil já estavam prontos e descansando no forno desligado. Fritamos de um lado, de outro, tiramos o tabuleiro com as batatas, socamos uma a uma, regamos com mais azeite e anunciamos… estava ficando tudo pronto!

receitas de cordeiro

Foi, de fato, um lauto banquete. Cercamos o pernil com as batatas ao murro. A costela e as costeletas ficaram com as cabeças de alho numa outra travessa. O arroz fumegante, numa travessa à parte. Abrimos mais vinhos, brindamos à vida, à graça do encontro e fomos, ali, homens felizes em torno da mesa. Já estamos marcando para o final do mês mais um banquete do mesmo naipe. O bicho mais cotado, até o momento, é o porco. Como sempre, vocês saberão de tudo. Quem se aventurar numa dessas receitas (ou em todas!), avise. É sempre bacana dividir esse prazer com quem me lê.

receitas de cordeiroreceitas de cordeiroreceitas de cordeiro

Até.

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em comida

8 Respostas para “RALI DE CORDEIRO – AS RECEITAS

  1. >Poxa,Eu tava querendo ver uma outra foto do sorriso da Sonia…R.Pian

  2. >Isso sim que é uma baita duma "food experience".

  3. >Ai Edu, era tudo que eu queria fazer coisas tão lindas e saborosas no entanto tenho certeza que não consigo, mas vou tentar. Beijos Tia Nadja. Saudades.

  4. >Pô Edu eu me arrisquei com um pernil de cordeiro influenciado pela sua receita anterior, há duas semanas. Uma unica modificação é que eu assei a criança na brasa e fui apreciando em lascas e retornando ao fogo. O tempero foi o seu mesmo. Fiz o maior sucesso.Um abraçãoRaphael

  5. >Como se diz aqui em Manaus, chibata!Conheço o "Chef Izidro" já faz algum tempo. Mesmo não tendo o o mesmo talento que tu tens na feitura e narrativa, sempre que a receita pede, recorro a ele.Agora o engraçado é que hoje, de folga, eu minha mulher decidimos molhar a palavra. Fizemos uma costelhinha de porco que desde ontem estava mergulhada.

  6. >ê ê ê ê ê (Como se fala aqui do outro lado da ponte, quando ficamos sem palavras) … Sei nem o que dizer disso !!!! Fabuloso!!!Temperos esquizofrênicos ?!

  7. >Bah!!!! Que maravilha. A carne de ovelha é supimpa!!!! Para aperitivo, sugiro, além da linguiça, rins de ovelha (riñones), que pode ser feito tanto na panela como no espeto.Aliá, os miúdos da ovelha são todos muito bons…

  8. Pingback: RALI DE CARNE DE PORCO | BUTECO DO EDU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s