BACALHAU, A RECEITA

Bastou escrever sobre a bacalhoada servida no domingo passado pelo simpaticíssimo casal, Flavinho e Betinha, – leiam e vejam aqui– para que espocassem os pedidos da receita da maravilha.E pedido feito no balcão é, quase sempre, prontamente atendido. Eis aí, então, a receita que me foi passada pela responsável por onze seres humanos em estado de êxtase durante o almoço, eles dois e mais os privilegiados convidados:

Este bacalhau é feito em camadas, como se fosse uma lasanha, e todos os seus ingredientes são crus, nada precisa ser cozido antes.

Você vai precisar de um pirex fundo, com altura aproximada de 7cm para prepará-lo.

Coloque um dente de alho com casca em cada canto do pirex e depois regue abundantemente o fundo do pirex com um bom azeite, português de preferência.

E vá montando o prato:

1ª camada – rodelas de batata, com mais ou menos 1,5 cm de espessura (cobrir todo o fundo do pirex)

2ª camada – lascas de bacalhau dessalgado (cobrir completamente as batatas)

3ª camada – cebolas em rodelas, cortadas não muito finas (cobrir completamente as lascas de bacalhau)

4ª camada – distribuir tiras de pimentão vermelho e verde (sem as sementes)

5ª camada – azeitonas portuguesas sem caroço

6ª camada – pimenta dedo de moça picada (sem as sementes)

7ª camada – salsa e cebolinha

Repetir camada por camada, finalizando com salsa e cebolinha.

Regar o tempo todo com azeite, entre as camadas.

Colocar uma folha de louro no meio do pirex, depois do prato montado.

Cobrir com papel laminado e levar ao forno médio, pré-aquecido.

Estará pronto quando as batatas estiverem cozidas (testar as do meio do pirex, que demoram mais a cozinhar).

É preciso atentar para algumas regras!

Ao regar as camadas com azeite, ter cuidado para não deixar o nível do azeite passar da metade da altura do pirex. De qualquer forma, quando o azeite começa a ferver acaba transbordando e sujando o forno. Por isso, vale forrar o forno com papel laminado, assim como o chão embaixo do fogão.

Betinha manda avisar, ainda, que compra o bacalhau salgado e lava na água corrente, dessalgando-o por dois dias, trocando a água pelo menos 3 vezes ao dia, e tomando o cuidado de colocar as postas com a pele para cima.

Com relação à quantidade, disse-me ela o quanto usou no domingo para servir, com fartura, seus nove convidados:

– 3,5kg de bacalhau
– 3,5kg de batata
– 2 pimentões verdes médios
– 2 pimentões vermelhos médios
– 300gr de azeitona portuguesa
– 1 molho de cebolinha e 1 de salsa
– 1l de azeite

Até.

Anúncios

9 Comentários

Arquivado em comida, receita

9 Respostas para “BACALHAU, A RECEITA

  1. >Mais uma grama de “potato” esse treco viraria um “Batatalhau”, igual ao servido no Bacalhau do Méier. Boa receita mano Edu. Se bem que o Bacalhau do Encantado é de arrepiar as badalhocas. Fiquei animado. Vou postar a receita do “Calango” no meu blog mais tarde. : ) Um forte abraço!

  2. r.cabral

    Ai companheiro, uma grande pedida pro proximo Domingão, valeuuuuuuuuu, li seus comentários e gostaria de parabeniza-lo pelo seus anos de vida…rssss..

    r.cabral
    vni-ES.

  3. Receita experimentada e aprovadíssima! \o/
    (só lembrei de tirar a foto que você pediu no último suspiro do bacalhau. Fica pra próxima!!)

    Beijo!

  4. Helena do Vale

    Parece saboroso. Só não entendi a folha de louro no meio do pirex. É alguma simpatia?!

  5. Fica bom? achei o azeite meio exagerado… Não dá piriri?

  6. Pingback: RISOTTO DE CAMARÃO, A RECEITA | BUTECO DO EDU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s