IMORTAL VITÓRIA DA ILUSÃO

Eis que chegamos ao final do Carnaval 2012, e retomo hoje as atividades do Buteco, absolutamente refeito e renovado pelo deus maldito que rege a festa de Momo – o Carnaval cumpriu, integralmente, seu papel milagroso, através do viés dos ventos sagrados e profanos que sopram nas ruas durante os quatro dias de folia, me fazendo experimentar, durante 96 horas, um turbilhão de emoções que me forjaram a alma – renasço outro. Fui o emocionado à meia-noite de sexta-feira quando abri o espumante pra celebrar os primeiros minutos de Carnaval ao lado de três moças queridas que trouxeram, cada uma à sua moda, cores novas pra minha festa íntima e privada. Fui Vilma Flinstones durante o Bola Preta, “o menino é a menina”, apud Aldir Blanc, moldado por mãos carinhosas que conduzi ao longo da Rio Branco, quando mais de dois milhões de pessoas testemunharam o que estou cansado de saber e de repetir: o Cordão da Bola Preta é a cidadela que mantém acesa a chama da cidade mais linda do mundo. Ali, durante a procissão de quase 2 quilômetros percorridos em pouco mais de 4 horas, o homem se entrega de corpo e de alma à brasa viva que vai fazê-lo capaz de suportar os 364 dias que separam uma saída do Bola Preta do ano seguinte. Só quem já ouviu os primeiros acordes de “quem não chora não mama / segura, meu bem, a chupeta / lugar quente é na cama ou então no Bola Preta”, há de compreender o que digo. Varei a madrugada de sábado para domingo a fim de desfilar no Império Serrano e um acidente com a sandália a poucos minutos de eu entrar na avenida me impediram de defender a Serrinha da vilania da LESGA. Não lamentei, voltei a pé pra casa e já amanheci crioulo no Cordão do Boitatá, na Praça XV, num baile animadíssimo que, a despeito da jam session que vira-e-mexe era promovida no palco, me fez seguir comungando ao longo da “missa campal do povo brasileiro” apud Aldir Blanc de novo. Domingo e segunda-feira foram dias de fazer minha estréia no Sambódromo, para o desfile do Grupo Especial, e me comovi feito o diabo vendo a Vila Isabel fazer mágica na avenida. É preciso agradecer à generosidade desse casal tão querido que nos proporcionou esse privilégio, Edu e Renata. Muita praia, muito dengo, muita Smirnoff Ice (arma perfeita pra combater a incontrolável vontade de fazer xixi provocada pela cerveja!), muito chamego, muita rouquidão, muita dor no corpo, muita sede, muita fome, muita saudade, muito tesão, muita boniteza, muito uísque em casa, e um desagüar perfeito na Quarta-Feira de Cinzas para a mais-que-tradicional Feijoada da Apuração, na Mansão dos Zampronha, que celebrou, nesse Carnaval de 2012, o privilégio que tantos tiveram com tantos anos de convívio com a Sorriso Maracanã. Foi profundamente emocionante ver tanta gente tão querida vestindo a camisa que ficou tão bonita quanto o sorriso mais bonito do mundo.

De pé, diante do balcão imaginário do Buteco, agradeço a cada um dos que lá estiveram e dos que, não podendo ir, deram, de alguma forma, o ar da graça. Foram unânimes o sentimento e a certeza de que a festa aconteceu exatamente da maneira que a Dani gostaria. E no meio da tarde, a consagração da Unidos da Tijuca, campeã do Carnaval 2012, com meu Salgueiro em segundo lugar. É a Tijuca, meus poucos mas fiéis leitores, fazendo cada vez mais bonito.

E por fim, para não tornar modorrento demais meu retorno ao Buteco, meu melhor carinho ao trio que me fez o Carnaval mais bonito, mais bem-humorado, mais cheio de amor e festa: minha comadre Stê e Gra, e Flavinha.

Até.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em carnaval

Uma resposta para “IMORTAL VITÓRIA DA ILUSÃO

  1. Edu,

    O desfile da Unidos da Tijuca foi bonito demais.

    Sou fascinado pela cultura nordestina, especialmente pelas histórias do cangaço.

    No início de fevereiro estive em Piranhas – AL, que fica bem perto do local onde Lampião foi morto. Pena que não tive tempo de ir até lá.

    Aquele negócio dos cangaceiros dançando com a sanfona no desfile foi de arrepiar.

    Não entendo NADA sobre desfiles ou samba, mas estava acreditando na vitória da Unidos da Tijuca!!

    Um forte abraço!

    Roberto Fraga Jr

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s