E VEM CHEGANDO O CARNAVAL…

Eis que atravessei 2011, um ano duro (aqui, meus agradecimentos em dezembro de 2011). Eis que foi bonito, leve, o réveillon (aqui). Enfrentei, com dignidade, o desafio de sexta-feira passada (aqui). E eis que estamos a poucas semanas do Carnaval, essa festa que me comove sobremaneira e que me faz ter, desde muito antes do grande dia, expectativas olímpicas (aqui, meu texto para o Carnaval de 2011 e aqui, minha primeira chamada pro Carnaval de 2012). Vejam aqui o meu relato sobre o Carnaval de 2005, e é impossível não reparar que falo sobre as mais de 50 mil pessoas no Cordão do Bola Preta, que hoje conta com mais de 2 milhões de foliões! Aqui, meu relato de 2007 (e o Bola Preta já tem mais de 300 mil pessoas atrás dele!). E aqui, o meu relato de 2010 (com mais de 1 milhão e meio de pessoas atrás do Cordão!). Estamos, então, a poucas semanas do Bola Preta, ápice dos meus anos, ao qual faltei no ano passado por razões mais do que justificáveis (explicadas aqui).

Estamos a poucas semanas do tríduo momesco mas, é preciso que eu lhes diga, como bom carioca – e no Rio de Janeiro acontece o melhor Carnaval do Brasil! – eu já vivo o Carnaval de maneira intensa.

Já anseio pelos ensaios das Escolas de Samba, em janeiro e fevereiro, e ontem mesmo, quarta-feira, estive na 28 de Setembro pra ver ensaiar a Unidos de Vila Isabel (vejam aqui e aqui as imagens do ensaio). Sábado, agora, vou à quadra da Academia do Samba, que a Acadêmicos do Salgueiro é um troço sério demais (é minha escola, minha paixão, minha raiz!, como está contado aqui). Já há, em cada esquina da cidade, a idéia de um bloco, de um cordão, já há gente compondo e cantando sambas – a cidade respira o samba! – e eu me sinto, desde já, nos braços da folia que subverte, que enlouquece, que purifica, que tortura, imola e remodela a alma.

Vai daí que eu ouço a Velha Guarda da vermelho-e-branco da Tijuca (abaixo) cantando o hino salgueirense, ouço os primeiros acordes do violão, o couro do tamborim tocado pela baqueta, a cuíca roncando, a voz da mulher que, orgulhosa, canta sua (nossa!) escola, o surdo de marcação, o pandeiro sendo espancado pelas mãos curtidas do tocador, e eu sou arremessado ao passado, atirado pro futuro próximo que se renova a cada fevereiro, e resignado me mantenho em compasso de espera: o Carnaval há de me redimir.

Até.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em carnaval

Uma resposta para “E VEM CHEGANDO O CARNAVAL…

  1. Samia Helena

    E eu aqui distante mais de 2 mil km..contando os dias..as horas..os minutos e os segundos..estar aí nestes dias..é um dos maiores prazeres que cultivo…quiçá…o maior..e viva o meu..o nosso Salgueiro!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s