O VENTO DAS PEDRAS DO ARPOADOR

Eu não sou do Engenho do Dentro e tampouco ela vive no vento das pedras do Arpoador, mas as pedras imemoriais espancadas há milênios pelas ondas atlânticas que banham Copacabana e Ipanema me deram colo e fizeram carinho no meu cabelo na manhã do domingo passado, quando prossegui a empreitada em busca de mim mesmo no sumidouro do espelho que é a vida. Quem me visse de longe me poria, fácil, na conta dos loucos. Eu era só sorriso, quando na verdade a pequenez do mundo espera de mim a face enlutada. Eu falava e gesticulava como um carcamano tijucano, quando a morbidez do mundo espera de mim o silêncio e a introspecção. Eu fui, naquela manhã de domingo, um homem em estado de graça ensolarada, mais uma prova efetiva da minha capacidade de ser, ao mesmo tempo, polemista, dissidente de mim mesmo, subversivo ao extremo.

Desde o dia em que um de meus orixás vivos, Aldir Blanc, cravou-me na testa o epíteto definitivo – “dissidente de si mesmo” – que eu busco, como um louco, cumprir à risca o destino que essa dissidência permanente impõe a mim. E foi assim, dissidente, que deitei no colo de minha mãe pra que tivéssemos a mais bonita conversa que já tive com alguém em mais de 42 anos de vida. Foi assim, dissidente, que ergui o copo diante de meus pais, de meus irmãos, de minhas irmãs, de meus amigos e de minhas amigas mais queridas – minha cidadela!, minha muralha! – para um brinde à Vida, para um brinde ao renascer das cinzas, para um brinde aos caprichos que enfrentamos e que, muitas vezes, nos chegam com estranhamento.

O rugir do mar, naquela manhã ensolarada de domingo, era o eco do que rugia em mim.

Até.

8 Comentários

Arquivado em confissões

8 Respostas para “O VENTO DAS PEDRAS DO ARPOADOR

  1. marinildac

    Há mesmo mais rugidos entre o céu e a terra do que imaginam esses vãos medidores de ruído aí. Eles são previsíveis, você é o Edu. Abração, amigo.

  2. Tenho uma relação muito particular e apaixonante com o Arpoador. É inexplicável. Só dá pra sentir e sorrir.

  3. “A onda que me carrega
    Ela mesma é quem me traz.”

  4. Olga

    Edu, já dizia o grande Caymmi que:
    “Quem ouve desde menino
    Aprende a acreditar
    Que o vento sopra o destino
    Pelos caminhos do mar”

    Que os ventos que vêm do mar, vizinho, soprem as boas novas, para aquietar seu coração!

  5. Infelizmente, são poucas as pessoas capazes de entender que a dor de perder alguém não precisa, e nem deve, acompanhar o luto. O luto quem sente, geralmente, é quem viveu uma relação de arrependimentos, doentia, ou de total dependência. O luto, geralmente, é de quem percebeu que não há mais a chance de se viver o amor, e a felicidade dele, na intensidade devida. O luto é de quem desperdiçou uma vida com alguém, e agora se arrepende do que fez e também daquilo que não fez. Recentemente vi uma família em luto, em vida o relacionamento com a pessoa não era dos melhores, e o que diziam era ” como vou me virar agora? ele fazia tudo, era ele quem cuidava dos problemas”. Se o luto é a tristeza daqueles que não viveram, e a lei daqueles que não conhecem a experiência pela qual você passa – e não sabem da força que você precisará para suportar uma saudade que não termina em meses, como eles acreditam -, posso dizer seguramente que o luto é hipocrisia para aqueles que ousaram aproveitar a vida e as felicidades possíveis sem ignorar que a vida é como é – e acaba um dia. Não julgo quem não consegue ter amores felizes. Não julgo quem lida com a morte morrendo também. Mas alguns deveriam, ao menos, não julgar quem alcança felicidade.
    Há como ignorar a felicidade de sentir na pele esse vento das pedras do Arpoador, que você citou? E eu sinto tanta saudade das sensações que ele carrega…

  6. Eduardo Carvalho

    Edu:
    a minha admiração por você é imensa.
    Um beijo, viu?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s