INTENSA LUZ

Dias antes do sábado passado – eu sou, como já lhes disse diversas vezes, brasileiro até a alma em matéria de religião! – recebi a seguinte mensagem psicografada, ditada por um espírito que, pra me valer do meu tijucanismo, vai muito com a minha cara. Dizia, a mensagem: “A vida do espírito encarnado representa constante chamamento à compreensão do processo evolutivo do espírito. É preciso muita atenção para procurar compreender os acontecimentos e sua seqüência poder explicar. Coragem! Através de nuvens pesada, escuras, há intensa luz.”. Eu, que durante toda a trajetória dos últimos anos, busquei, à minha moda, compreender os acontecimentos com atenção suficiente para encontrar explicação para o porvir, jamais deixei de ter a companhia da coragem – e não perguntem onde encontrei forças para jamais esmorecer. Eis que vivi, do sábado pra cá, uma semana dura, sem deixar de ter, de novo, ânimo e coragem. Enfrentei o momento que todos os que enfrentam a morte de perto têm de enfrentar: rearrumar a casa, rearranjar a vida, refazer os planos, caminhar – sempre. Não me faltaram os meus, uma vez mais, e é rigorosamente desnecessário dizer o nome dos que não me faltaram: eles sabem que é a eles que me refiro. Minha mãe – eis a exceção, faço questão de citá-la – cuidou do apartamento desde a manhã da sexta-feira e quando eu cheguei no domingo, depois de um final de semana de auto-exílio forçado, encontrei cenário novo, irreconhecível, cores novas nas paredes, móveis em nova disposição, numa mágica que só mesmo mão de mãe é capaz de fazer. Se a morte é o revés do parto, apud Chico Buarque, mamãe deu à luz de novo, mais de 42 anos depois, ao seu primeiro filho, que veio ao mundo num longínquo abril de 1969 – através da transformação impressionante que plantou no canto em que moro há quase doze anos, mamãe fez morrer, de certa forma, o cenário que ficou impregnado de uma luz que se esvaiu. Mas como sou um homem de fé, permanentemente de fé, como bem me conhece o camarada que me mandou o recado que transcrevi, como ainda melhor me conhece a mulher que me trouxe à vida, percebi, também, no instante em que girei a chave na porta da casa transformada, a casa inundada pela intensa luz que me fora anunciada no tempo certo. E que não me faltem a fé, a coragem, o ânimo, para caminhar pelos caminhos que a Vida, essa senhora caprichosa que só ela, desenhar pra mim. Estará comigo, não tenho sombra de dúvida, a intensa luz que me dirá, a cada manhã, a cada dia (apud Francisco Bosco): nada foi em vão.

Até.      

12 Comentários

Arquivado em confissões

12 Respostas para “INTENSA LUZ

  1. Frank Tavares

    Maravilhoso e iluminado texto. Não sei qual foi seu infortunio, mas compreendo bem o alivio de ainda se ter uma mãe para nos acarinhar, apesar da idade e dos cabelos brancos. Parabéns a você e a mim…Frank Tavares

  2. Vera Mello

    Amigo amado,
    Estou com uma hóspede Canadense aqui. Tao logo ela se vá, ligarei para o nosso encontro. Enquanto isso , vou me comovendo com sua sensibilidade, seu texto, a luz dela e a sua própria, que posso sentir e ver daqui.
    Beijo pra lá de carinhoso,
    Verinha

  3. Lindo texto! Linda mãe!

  4. ACarlos

    Lindo texto Edu,,,,força irmão ;;;

  5. Ricardo

    Excelente texto Edu, é pra frente que se anda. Força!

  6. Jorge Carvalho

    Texto iluminado !!!!!
    Valeu Edu !!!!

  7. Eduardo,
    Uma boa mãe por si só , já é um anjo.
    Eu tenho trabalhado meus apegos para tentar evoluir e o maior e mais querido de todos, é o apego aos meus filhos. Suas dores são minhas dores, suas alegrias são minhas também.
    Você merece uma mamãe assim… e definitivamente , ela será o anjo que caminhará ao seu lado para superar a sua dor, junto com os anjos AMIGOS!
    Feliz dia do AMIGO!

  8. Rita Valente

    Mãe, é um privilégio!!
    Abraços,
    Rita

  9. Na falta de palavras para descrever o que senti ao ler o seu texto, que muito me comoveu, como sói acontecer quando passo por aqui – com a ressalva de que ultimamente tenho sentido mesmo dentro do coração emoções inomináveis – limito-me a elogiar neste comentário o seu ritmo inebriante. Parabéns!
    Manoella

  10. Feliz o homem que tem uma mãe ao lado. Lindo texto, como sempre. Beijo, meu velho.

  11. Cristina Floreste

    Hoje meu beijo não é para você já que todos já mandaram. Meu beijo é para sua mãe … iluminada pessoa!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s