>DO DOSADOR – O PRIMEIRO TURNO DAS ELEIÇÕES 2010

>

* O texto segue escrito sem muito refletir, ainda, sobre o resultado das urnas eletrônicas nas eleições de ontem, 03 de outubro. Escrito, porém, depois de uma noite bem dormida e ainda sob o efeito do que chamei, e quero crer que com propriedade, de ressaca cívica;
* reuni-me ontem, com amigos queridos, diante da TV e do computador – com o excelente programa disponibilizado pelo TSE – para acompanhar a apuração dos votos em todo o Brasil. Quero dizer, antes, que já sem muita esperança de uma solução no primeiro turno para as eleições presidenciais. Por volta das 14h recebi uma ligação de peso de um peso-pesado do PT dando conta de ventos não muito auspiciosos com relação à eleição de Dilma Rousseff no primeiro turno, o que acabou por se confirmar;
* feitas as contas, o resultado nacional foi bastante positivo. Alguns exemplos: no Amazonas, a agora senadora Vanessa, do PCdoB, derrotou Arthur Virgilio, aquele que ameaçou dar uma surra no Lula. No Ceará, Pimentel derrotou Tasso Jereissati também na corrida ao Senado. Na Bahia, Walter Pinheiro e Lídice da Mata derrotaram Cesar Borges e Aleluia. Em Pernambuco, ficaram de fora Marco Maciel e Raul Jungmann. Os (agora ex) senadores Mão Santa e Heráclito Fortes saíram derrotados. No meu Rio de Janeiro, o faraó César Maia foi outro que viu sua pretensão derrotada. Teremos, portanto – eis que creio firmemente na eleição de Dilma Rousseff no segundo turno – um legilsativo mais voltado para os interesses do governo;
* lamento, especialmente, a não reeleição do bravo deputado federal Brizola Neto. Foi por ele que fiz, talvez, a maior campanha de cunho pessoal nessas eleições. Conversei com muita gente, convenci muita gente a cravar o voto no 1234, e foi emocionante receber, ontem, ao longo do dia, diversas ligações de amigos de todos os cantos do estado confirmando essa opção. Não foi o bastante. O quarto candidato a deputado federal mais votado do PDT ficou de fora, eis que o partido elegeu apenas três deputados federais. Sobre o PDT, uma única palavra: a imagem do avô de Brizola Neto rasgando uma folha de papel com a sigla do Partido Trabalhista Brasileiro (aqui), quando perdeu a legenda, não me sai da cabeça. O PDT de hoje – e já era assim desde a morte do velho caudilho – não me diz mais rigorosamente nada. Sergio Zveiter, eleito ontem deputado federal pelo PDT do Rio de Janeiro, ele que perseguiu Leonel Brizola quando este foi governador do estado, foi, pra mim, o fim da linha;

* com relação à expressiva votação de Marina Silva, que instituto de pesquisa algum conseguiu prever, a dizer que foi ela, a votação, evidentemente, que deu sobrevida à candidatura tucana. Somada à alta abstenção em áreas em que a vantagem de Dilma Rousseff era enorme e pronto, estamos diante do segundo turno. O Brasil volta às urnas no final do mês para fazer o que agora é, para valer-me de uma expressão cunhada pela candidata verde, a escolha de um plebiscito: ou seguimos com as mudanças e conquistas de oito anos de governo Lula ou andamos pra trás;

* falei em Leonel Brizola e falei em Marina Silva. É inevitável a comparação das posturas diante da derrota: em 89, quando deixou escapar a chance de enfrentar Collor no segundo turno, perdendo a vaga para Lula, Leonel Brizola manifestou irrestrito apoio à candidatura da esquerda, quando cunhou a expressão “sapo barbudo”, típica da marca popular de seus pronunciamentos. Ontem, entre holofotes e produção hollywoodiana, Marina Silva perdeu a chance de, em nome de seus muitos anos de militância no PT, em nome de seus anos como Ministra do governo Lula, viver um grande momento nesta campanha, declarando apoio irrestrito à candidatura de Dilma Rousseff. Declarar – como declarou, para quem teve olhos de ver e ouvidos de ouvir – que vai aguardar a rodada de negociações foi de uma infelicidade sem tamanho;

* foi patética a atuação de Merval Pereira ontem na cobertura das eleições. Não escondia o riso, o prazer, os dentes proeminentes sob aquele bigodinho ariano, com o segundo turno;

* de resto, é arregaçar as mangas e continuar trabalhando. Não acredito na balela de que segundo turno é outra eleição. Dilma parte com quase 15.000.000 de votos a mais que José Serra. Os quase 20 milhões de eleitores de Marina Silva serão, é evidente, o fiel da balança nesse segundo turno. Parece-me que esse capital eleitoral é dela, não do PV, que obteve votação risível para o legislativo. Que o PV vá ao cassino pedir o valor de suas fichas é compreensível – e a infeliz declaração do presidente nacional do partido, dada na véspera do dia de ontem, dá bem a dimensão da sanha e da pretensão do PV. Mas que Marina Silva faça o mesmo, não é. Ao longo da semana, é claro, volto ao tema.

Até.  

Anúncios

7 Comentários

Arquivado em Uncategorized

7 Respostas para “>DO DOSADOR – O PRIMEIRO TURNO DAS ELEIÇÕES 2010

  1. >Eduardo:Lembro de uma resposta sua para um comentário meu aqui, no começo de setembro: "Não gosto do já ganhou. Nada está ganho, vamos arregaçar as mangas…".Eu fiz a minha parte, mas o fundamentalismo, nas entranhas brasileiras foi crescendo e o medo foi uncutido nas hostes religiosas, em algo pernicioso e nojento. Um vídeo está rolando por aí associando Dilma, Lula e o PT a pedofilia, aborto e tudo que de ruima os igrejeiros repudiam. E pastores e padres estão passando isso para os fiéis. Vergonha elevada a décima potência.Vamos redobrar o trabalho, pois temos a certeza de estarmos do lado certo, um que já encaminhou o país para um lugar seguro e não pode retroceder.Tristeza senti ao saber por aqui que Brizola Neto não se reelegeu. Seu Tijolaço é algo único, algo que nem os próprios parlamentares do PT fazem. Ele faz, cumprindo um papel dos mais dignos e honrados, assim como o avô.E a Cidinha, foi reeleita, me diga aí?Saudações e continuemos a lutaHenrique Perazzi de Aquino – Bauru SP (www.mafuadohpa.blogspot.com)

  2. >Fiquei feliz com alguns resultados, como os apontados neste post – além, claro de o PT ter conseguido eleger governador em Estados importantes economicamente como BA e RS. Mas ler que o Tiririca foi o mais votado em SP me dá um desânimo… Hoje o ascensorista do meu trabalho justificou o fato dizendo que "o povo já está cansado desses que estão aí". Correto. Mas um candidato como esse aí (Tiririca) melhoraria isso em quê?Os cariocas, que tanto criticaram os paulistas qd Clodovil foi eleito, não ficam atrás. Gente, Romário, Wagner Montes… campeões de voto! Um homem que não paga pensão aos filhos não tem o menor caráter… E outro que só escraaacha os bandidos pobres, sendo subserviente quando o preso é poderoso, não merece o menor respeito.Saco. A ALERJ, a Câmara dos Vereadores do Rio, são um nojo!

  3. >complementando: ALERJ, Câmara e tb os deputados federais q elegemos no Congresso.

  4. >Edu,Meu xará. Acho que é a primeira vez que vou comentar aqui, apesar de ser um leitor assíduo do buteco.Entendo sua revolta com o PDT e eu também a tenho. Minha avó me ensinou a ser brizolista e trabalhista e vejo que o PDT foi tomado de assalto por gente que não representa nem uma coisa e nem outra. E não representa nem mesmo um pensamento progressista.Mas o PDT ainda tem nomes de grande valor, principalmente aqui no Rio: Cidinha Campos, Paulo Ramos, Brizola Neto, Vivaldo Barbosa. E até a Myrian Rios com quem conversei numa dessas andanças da vida e que defendeu, pelo menos para mim, o Brizola e o projeto educacional de Brizola e Darcy Ribeiro.Cabe a simpatizantes do trabalhismo retomar a sigla e impedir gente como Sergio Zveiter ou Paulinho da Força deem as cartas aqui dentro.

  5. >Edu, meu fraterno!Eu não esperava que a Marina Silva, após reconhecer a derrota, desse apoio a Dilma, como fez o grande Brizola perante a candidatura Lula. Digo isso pelo fato de que sempre vi a candidatura verde como uma tentativa conservadora de impedir que Dilma vencesse no 1º turno. Acredito ainda que a Marina não vai declarar apoio a ninguém, ficando em cima do muro!E mais, tenho medo de que boa parte de sua votação sejam votos de pessoas que, naquele momento, não tiveram coragem de votar no nefando candidato, mas que no fundo gostaria de vê-lo na presidência da República, de forma que no hora do vamos ver, o pseudo pudor ficará de lado e esses cretinos votarão na tucanalha!

  6. >Quanto a não eleição de Brizola Neto….ainda resta um pouco de esperança…com Dilma na presidência, ela pode puxar alguém do PDT pro governo e aí ele entra pra fortalecer o bom combate na Câmara dos Deputados!!!

  7. >Edu,a última chance que a Marina tinha de se livrar de politicamente jorrar água no moinho da direita, parece-me que se foi (quem sabe me engano ainda). E não estou surpreso porque foi a isso que serviu a candidatura do PV, só não viu quem não quis.E concordo inteiramente que já ontem ela tinha que ter declarado apoio irrestrito a Dilma Rousseff. Em nome de uma história, em nome dos avanços, em nome do passado dela, em nome da população que mais precisa e que hoje tem um Brasil melhor – população, aliás, que ela diz (risos) representar. Não o fez. Paciência.E o Gabeira, hein? Correu de bate-pronto pro Serra – e alguém não sabia? Triste e patético fim do "ex-Gabeira".Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s