Arquivo do mês: agosto 2009

>55 ANOS SEM GETÚLIO VARGAS

>

No dia em que o Brasil deveria lembrar os 55 anos da morte de Getúlio Vargas, mais brasileiro que toda a corja que nos (des)governa hoje, salvo raríssimas exceções (e que não vêm ao caso hoje), os jornais que li não dão uma mísera nota sobre a data. Prova incontestável de que vivemos um tempo de mediocridade absoluta, a mesma mediocridade que a Secretaria de Cultura da Cidade do Rio de Janeiro, na pessoa de Jandira Feghali e de Eduardo Paes (que a nomeou), encarnou ao autorizar esse lixo (aqui) que desrepeita a memória de Getúlio.

Eu tinha firme intenção, gerada e manifestada ontem na esquina da Pardal Mallet com Afonso Pena, de hoje pela manhã arrancar as faixas que o artista plástico (cáspite!, apud Luiz Carlos Fraga) Daniel Toledo, autorizado pelas autoridades incompetentes que deveriam cuidar da cidade, pôs em volta do busto de Getúlio Vargas. Um imprevisto que acometeu quem me acompanharia na empreitada somado à notícia de que o lixo seria removido hoje pela manhã, me desestimulou.

E por que eu faria isso? – é o que eu imagino que vocês estejam se perguntando, meus poucos mas fiéis leitores. São várias as razões, e quero decliná-las, ainda que em apertada síntese.

Em primeiro lugar, a todo cidadão é dado o direito do protesto. O que esse rapaz (chamado de “artista plástico” pela mídia que reproduz o que recebe em forma de release) fez com o busto de um homem da envergadura de Getúlio Vargas é inadmissível, e digo que seria inadmissível ainda que o busto, a estátua, a placa, fosse em homenagem ao mais indigno dos homens. Sob o argumento de fazer uma “instalação” ou um “interdição”, o rapaz desrespeitou a memória de Getúlio Vargas e, não por acaso, na semana que antecedeu o quinquagésimo quinto aniversário de sua morte. Retirando aquele lixo dali, eu faria também – ou não? – uma desinstalação, o que me parece, sob a ótica dos idiotas que batem palma pra isso, uma inovação.

E por que eu não me valeria dos meios, digamos, mais formais, como e-mails, cartas ao jornal etc? Simples. Quem detém o poder da informação (como jornalistas), ou o poder administrativo (como os políticos eleitos), ignora, solenemente, aquilo que chega como forma de protesto ou crítica. Disponibilizam (fingem disponibilizar) canais de comunicação com o povo mas simplesmente não dão a mínima para a voz das ruas. Exemplo recente vê-se aqui.

Por isso, eu preferi o enfrentamento, como fiz aqui, gritando o nome de Leonel de Moura Brizola ao vivo (depois de enganar a repóter Renata Ceribeli) quando era proibido veicular o nome de meu saudoso e eterno Governador do Estado do Rio de Janeiro na TV GLOBO.

É preciso que essa gente, que pisa em tudo (ainda que em nome da arte), sinta o peso da nossa revolta.

Deixo com vocês, na voz da sempre grande Beth Carvalho e de João Nogueira, um pot-pourri de canções em homenagem ao ex-presidente, gravadas em um LP lançado durante a campanha de Leonel Brizola para as eleições presidenciais de 1989. Salve, Getúlio Vargas!

http://www.divshare.com/flash/playlist?myId=8276465-74c

“Foi o chefe mais amado da nação
Desde o sucesso da revolução
Liderando os liberais
Foi o pai dos mais humildes brasileiros
Lutando contra grupos financeiros
E altos interesses internacionais
Deu início a um tempo de transformações
Guiado pelo anseio de justiça
E de liberdade social
E depois de compelido a se afastar
Voltou pelos braços do povo
Em campanha triunfal

Abram alas que Gegê vai passar
Olha a evolução da história
Abram alas pra Gegê desfilar
Na memória popular

Foi o chefe mais amado da nação
A nós ele entregou seu coração
Que não largaremos mais
Não, pois nossos corações hão de ser nossos
A terra, o nosso sangue, os nossos poços
O petróleo é nosso, os nossos carnavais
Sim, puniu os traidores com o perdão
E encheu de brios todo o nosso povo
Povo que a ninguém será servil
E partindo nos deixou uma lição
A Pátria, afinal, ficar livre
Ou morrer pelo Brasil
Abram alas que Gegê vai passar
Olha a evolução da história
Abram alas pra Gegê desfilar
Na memória popular”

Até.

ps: leiam também artigo de Christopher Goulart, neto de Jango, sobre a data de hoje, aqui.

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

BOSTA (SUPOSTA ARTE)

Leiam isso e vejam isso.

Às 23h de hoje, pau na canalha! (proteste contra essa merda, aqui)

Até.

11 Comentários

Arquivado em Uncategorized

>VAMOS VER SE GENTE BOA RESPONDE

>

e-mail enviado em 21 de agosto de 2009 para a coluna GENTE BOA de O GLOBOSoube, por fonte segura, que o e-mail disponibilizado na coluna (e para o qual foi remetido a mensagem acima) não é lido (que honesto, não?). Encaminhei a mensagem para joaquim.santos@oglobo.com.br

Vamos ver se ele responde.

Até.

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

>PERNICIOSO

>

Joaquim Ferreira dos Santos é incansável (e pernicioso, cada vez mais, em sua coluneta GENTE BOA no SEGUNDO CADERNO de O GLOBO). Passou desapercebido por nós, mas não por Luiz Antonio Simas (que fez o alerta aqui), mais essa notinha imunda que incita a canalha a menosprezar o povo.

nota publicada na coluna GENTE BOA do jornal O GLOBO em 20 de agosto de 2009

Só mesmo um editor como Artur Xexéo pra permitir, dia após dia, barbaridades como essa publicadas no jornal.

Até.

7 Comentários

Arquivado em Uncategorized

>O FIM DA CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL

>

Mais uma contribuição de Joaquim Ferreira dos Santos e suas três colaboradoras.

notas publicadas na coluna GENTE BOA do jornal O GLOBO de 21 de agosto de 2009

Até.

12 Comentários

Arquivado em Uncategorized

PEQUENO ESCLARECIMENTO PÚBLICO

Recebi, hoje pela manhã, simpático e-mail (é inegável) de um “consultor em estratégia” (qualificação dada pelo remetente) que trabalha para o deputado João Pedro, do inconcebível DEM, e que disse ter encontrado o Buteco do Edu em razão de pesquisas feitas a trabalho. Disse, mais, ter lido e gostado muito do que leu, “principalmente dos comentários que você faz, com insistência, sobre os comícios do PSOL.”. Fecha a mensagem com dois elogios e um anúncio: “Fantástico! Belo trabalho. Vou acompanhar.”.

Quero dizer, de pé diante do balcão imaginário, para que me ouçam o consultor e todos os que, porventura, tenham a mesma idéia que seguramente o encorajou para o envio do e-mail, que o PSOL é meu alvo permanente por conta das trapalhadas que protagoniza.

O DEM, meus poucos mas fiéis leitores, essa excrescência política, esse lodaçal infecto em forma de partido político, não é citado aqui – nunca! – por razões de higiene, decência e apuro.

O patrão do remetente, deputado João Pedro, a quem conheci pessoalmente por obra e graça de compromissos profissionais, é um filhote de César Mais (igual no todo, do gesto à entonação de voz, como a não menos repugnante Solange Amaral), entusiasta suspeito da obra que enricou a canalha – a Cidade da Música – e persona non grata neste humílimo blog.

Até.

11 Comentários

Arquivado em política

>EGO DO BUTECO

>

O cada vez mais inacreditável EGO “divulga fotos do casamento de Alyssa Milano” (aqui). Como nós, do BUTECO, NUNCA (com a ênfase szegeriana) ouvimos falar da atriz (atriz?!) e como nosso foco é em gente mais interessante, recebemos, aceitamos e ora publicamos a fotografia da advogada Joanna Farah Cataldi, minutos depois de seu próprio casamento, realizado na manhã de hoje.

20/08/09 – 10h03min

Joanna Farah Cataldi, ao lado de seu pai, o jornalista, radialista e advogado José Carlos Cataldi, é flagrada comemorando seu casamento com o também advogado Giovane, realizado em um Cartório na Praça Saens Pena, em uma lanchonete na Tijuca

José Carlos Cataldi e Joanna Farah Cataldi numa lanchonete da Tijuca, foto de paparazzo contratado

“Estamos adorando receber os noivos aqui, isso é mega diferente!”, disse saltitando a gerente da lanchonete, na esquina da General Roca com a Praça Saens Pena.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized