Arquivo do mês: agosto 2009

>PERNICIOSO

>

Joaquim Ferreira dos Santos é incansável (e pernicioso, cada vez mais, em sua coluneta GENTE BOA no SEGUNDO CADERNO de O GLOBO). Passou desapercebido por nós, mas não por Luiz Antonio Simas (que fez o alerta aqui), mais essa notinha imunda que incita a canalha a menosprezar o povo.

nota publicada na coluna GENTE BOA do jornal O GLOBO em 20 de agosto de 2009

Só mesmo um editor como Artur Xexéo pra permitir, dia após dia, barbaridades como essa publicadas no jornal.

Até.

7 Comentários

Arquivado em Uncategorized

>O FIM DA CIVILIZAÇÃO OCIDENTAL

>

Mais uma contribuição de Joaquim Ferreira dos Santos e suas três colaboradoras.

notas publicadas na coluna GENTE BOA do jornal O GLOBO de 21 de agosto de 2009

Até.

12 Comentários

Arquivado em Uncategorized

PEQUENO ESCLARECIMENTO PÚBLICO

Recebi, hoje pela manhã, simpático e-mail (é inegável) de um “consultor em estratégia” (qualificação dada pelo remetente) que trabalha para o deputado João Pedro, do inconcebível DEM, e que disse ter encontrado o Buteco do Edu em razão de pesquisas feitas a trabalho. Disse, mais, ter lido e gostado muito do que leu, “principalmente dos comentários que você faz, com insistência, sobre os comícios do PSOL.”. Fecha a mensagem com dois elogios e um anúncio: “Fantástico! Belo trabalho. Vou acompanhar.”.

Quero dizer, de pé diante do balcão imaginário, para que me ouçam o consultor e todos os que, porventura, tenham a mesma idéia que seguramente o encorajou para o envio do e-mail, que o PSOL é meu alvo permanente por conta das trapalhadas que protagoniza.

O DEM, meus poucos mas fiéis leitores, essa excrescência política, esse lodaçal infecto em forma de partido político, não é citado aqui – nunca! – por razões de higiene, decência e apuro.

O patrão do remetente, deputado João Pedro, a quem conheci pessoalmente por obra e graça de compromissos profissionais, é um filhote de César Mais (igual no todo, do gesto à entonação de voz, como a não menos repugnante Solange Amaral), entusiasta suspeito da obra que enricou a canalha – a Cidade da Música – e persona non grata neste humílimo blog.

Até.

11 Comentários

Arquivado em política

>EGO DO BUTECO

>

O cada vez mais inacreditável EGO “divulga fotos do casamento de Alyssa Milano” (aqui). Como nós, do BUTECO, NUNCA (com a ênfase szegeriana) ouvimos falar da atriz (atriz?!) e como nosso foco é em gente mais interessante, recebemos, aceitamos e ora publicamos a fotografia da advogada Joanna Farah Cataldi, minutos depois de seu próprio casamento, realizado na manhã de hoje.

20/08/09 – 10h03min

Joanna Farah Cataldi, ao lado de seu pai, o jornalista, radialista e advogado José Carlos Cataldi, é flagrada comemorando seu casamento com o também advogado Giovane, realizado em um Cartório na Praça Saens Pena, em uma lanchonete na Tijuca

José Carlos Cataldi e Joanna Farah Cataldi numa lanchonete da Tijuca, foto de paparazzo contratado

“Estamos adorando receber os noivos aqui, isso é mega diferente!”, disse saltitando a gerente da lanchonete, na esquina da General Roca com a Praça Saens Pena.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O PSOL E O MUNDO

O PSOL, que não reúne mais do que meia dúzia de gatos pingados no Buraco do Lume às sextas-feiras, que não consegue, por isso mesmo, decidir o destino da esquerda no Largo da Carioca (se seguem pela contramão ou não da avenida Rio Branco), dá, com a realização do Seminário Internacional cujo cartaz está abaixo, prova de sua megalomania histérica.

Querem, os partidários do PSOL, decidir o destino das esquerdas no mundo.

Até.

ps: marchará o PSOL, durante o seminário, mais uma vez pela maconha?

6 Comentários

Arquivado em política

>ALÔ, CARIOCAS!

>

A pior, a mais nefasta e perniciosa coluna dos jornais cariocas, que atende pelo antisugestivo nome de GENTE BOA, encabeçada por Joaquim Ferreira dos Santos (auxiliado por três moças), cumpre seu papel de alcaguete publicando nota canalha dirigida a um ocupante da Prefeitura do Rio de Janeiro, chamado pela imprensa de “xerife do choque de ordem” (ou coisa que o valha).

nota publicada na coluna GENTE BOA do jornal O GLOBO de 19 de agosto de 2009

A coluna (a pior, a mais nefesta e perniciosa – repita-se) preocupa-se, como se vê, única e exclusivamente com a zona sul, a única que enxerga na cidade.

Lamentável, como de hábito.

Até.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

EGO DO BUTECO

O site EGO é incansável em sua missão. Descobrimos, graças aos profissionais que se dedicam a ele, que “de vestido curto, Luana Piovani é clicada passeando no Leblon” (vejam aqui).

EGO DO BUTECO, sempre inspirado por esse portento da internet brasileira, mostra hoje um personagem clássico do bairro da Tijuca (conheça seu Vavá aqui).

18/08/09 – 08h11min

De calça comprida, seu Vavá é clicado passeando na Tijuca, onde encontra amigos em um bar na rua Haddock Lobo

seu Vavá passeia pela Haddock Lobo, na Tijuca, fotografia de paparazzo contratado
seu Vavá encontra amigos no DIVINO, botequim na esquina da rua Haddock Lobo com Barão de Ubá, fotografia de paparazzo contratado

Seu Vavá passeia descontraidamente pelas ruas da Tijuca e encontra com amigos em um botequim da esquina. “Ele é o diretor da área, pode publicar isso aí”, gritou um de seus amigos, bebendo cerveja já pela manhã.

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

>EGO DO BUTECO

>

O bizarro site EGO instrui a humanidade revelando que “affair de Madonna, Jesus Luz toma chope com amigos em pizzaria carioca” (vejam aqui). O EGO DO BUTECO, anos-luz à frente e muito mais interessante, faz mais por você.

17/08/09 – 20h15min

Os empresários Marcelo Miranda e Thaís Pacheco são flagrados bebendo chope com o professor Dalton Cunha em botequim no Centro do Rio de Janeiro

Marcelo Miranda, Thaís Pacheco e Dalton Cunha, em botequim no Centro do Rio de Janeiro, fotografia de paparazzo contratado

“É sempre um prazer servir gente inteligente como esses três, que me foram apresentados por Zinedine Zidane”, brinca o garçom Bira, ao fundo.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized

>A TRUCULÊNCIA EM FORMA DE DECRETO

>

Andei pesquisando, indignadíssimo, depois do ataque que uma amiga sofreu por parte de um guarda municipal no Maracanã (leiam aqui), a íntegra do Decreto 30.417, de 22 de janeiro de 2009, da lavra de Eduardo Paes, prefeito da cidade do Rio de Janeiro.

Eis a íntegra do Decreto:

“DECRETO Nº 30417 DE 22 DE JANEIRO DE 2009.

Dispõe sobre a proibição de consumo e comercialização de bebidas alcoólicas no entorno do Estádio Mário Filho (Maracanã), em dias de jogos.

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor,

considerando ser a Secretaria Especial da Ordem Pública – SEOP o órgão público municipal com competência, atribuída pelo Decreto n.º 30.339, de 01 de janeiro de 2009, especificamente em seu artigo 5.º, inciso X, para formular e implementar políticas públicas que garantam a manutenção da ordem pública;

considerando os atos de vandalismo que, frequentemente, em dias de jogos no estádio Mário Filho (Maracanã), perturbando a ordem pública;

considerando que é recorrente a prática de atos de violência, sob a influência de bebida alcoólica, em dias de jogos no Maracanã;

DECRETA

Art.1.º Fica proibida toda e qualquer comercialização de bebidas alcoólicas no entorno do Estádio Mário Filho (Maracanã) em dias de jogos, no período compreendido entre duas horas anteriores ao início do evento e duas horas posteriores ao término do evento naquela praça esportiva.

Parágrafo único. Considera-se entorno do estádio referido no caput, o cinturão formado pelas seguintes ruas:

I – Rua Conselheiro Olegário, em toda a sua extensão;

II – Rua Arthur Menezes, em toda a sua extensão;

III – Rua Isidoro de Figueiredo, em toda a sua extensão;

IV – Rua Professor Eurico Rabelo, em toda a sua extensão;

V – Av. Paula Sousa, em toda a sua extensão;

VI – Rua Mata Machado esquina com Av. Presidente Castelo Branco até a esquina com Av. Paula Sousa;

VII – Rua Visconde de Itamarati esquina com Av. São Francisco Xavier até a esquina com Professor Eurico Rabelo;

VIII – Rua São Francisco Xavier esquina com Av. Professor Manoel de Abreu até a esquina com Av. Paula Sousa;

IX – Av. Maracanã esquina com Rua São Francisco Xavier até a esquina com Rua Mata Machado;

X – Av. Maracanã pista lateral esquina com Rua São Francisco Xavier até a pista lateral esquina com Rua Mata Machado;

XI – Praça Presidente Emiliano Garrastazu Médice, em todo seu contorno;

XII – Av. Presidente Castelo Branco da altura do viaduto Oduvaldo Cozzi até a estação do metrô Maracanã, inclusive.

Art. 2.º Fica proibido o consumo de bebida alcoólica, nas áreas públicas, no período estabelecidos no artigo primeiro.

Art.3.º Este Decreto entra em vigor na data da sua publicação.

Rio de Janeiro, 22 de janeiro de 2009 – 444.º ano da fundação da Cidade.

EDUARDO PAES”

Como se não bastasse minha curiosidade acerca da redação do Decreto, fui ao site do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Queria saber se houve, por parte dos estabelecimentos comerciais evidentemente prejudicados pela boçal regra municipal, alguma atitude contra a arbitrariedade. Houve. Dei de cara com o Mandado de Segurança 2009.004.00093. Fiquei sabendo que foi negada, pelo Relator do Mandado de Segurança, a liminar pleiteada pelos impetrantes (alguns bares da região). E fui à íntegra da decisão que, em sede de Agravo Regimental, negou provimento ao recurso, ficando mantida a estúpida proibição. A decisão é de uma insensibilidade assombrosa (leiam aqui). Basta dizer que assim conclui-se o voto que negou provimento ao Agravo Regimental: “Ressalte-se, outrossim, que os estabelecimentos comerciais que impetraram o mandado de segurança não têm como atividade apenas o comércio de bebidas alcoólicas, como se vê dos alvarás acostados por cópia às fls. 27/33, não se vislumbrando, assim, o dano irreparável por eles invocado.”.

É de uma insensibilidade atroz ou não?

É evidente que os alvarás devem mencionar as palavras bar, botequim, restaurante, lanchonete, pastelaria etc, o que não significa dizer que a venda de bebida alcoólica nesses estabelecimentos, em dias de jogo, não seja sua grande razão de ser, não seja sua maior (ou única) fonte de lucro.

E é preciso ser muito insensível, lunático até, viver noutro mundo, para não enxergar o óbvio.

Vou acompanhar de perto o andamento do Mandado de Segurança e mantenho vocês informados.

Antes, uma pergunta: nos camarotes dos bacanas também é proibido o consumo de bebida alcoólica? Não. O leitor Daniel A., assíduo freqüentador do BUTECO, já nos contou que não, aqui e aqui.

Até.

ps1: no Engenhão e em seu entorno, em São Januário e em seu entorno, em todos os demais estádios de futebol da cidade do Rio de Janeiro, ao contrário do Maracanã, é permitida a venda e o consumo de bebida alcóolica?

ps2: se há uma unidade do JECRIM (Juizado Especial Criminal) instalada nas dependências do Maracanã, por que não permitir e venda e o consumo de bebida alcoólica e punir aquele que “perturba a ordem pública” sob o efeito do álcool ou não?

24 Comentários

Arquivado em Uncategorized

>O BÊBADO E A EQUILIBRISTA

>

No dia 06 de setembro de 2009 – daqui a 20 dias, portanto – desembarcam no Rio de Janeiro os Inimigos do Batente para apresentação única no TRAPICHE GAMBOA (e a presença é obrigatória, tomem nota!).

Hoje, disposto a expor a vaidade (e o ridículo, como canto mal…) no balcão do BUTECO, deixo com vocês um vídeo gravado no dia 17 de dezembro de 2005, dia em que lancei meu livro em São Paulo (leiam sobre o lançamento aqui).

Bacana mesmo, no vídeo, é ver (pela ordem de aparição) Denise, Aninha, Ju e Maria Elisa – presenças surpreendentes no lançamento, cabendo ressaltar (estou velho, estou velho!) que Aninha e Ju eu peguei no colo, ainda bebês!

Notem, também, a nuca do homem da barba amazônica, o homem que comanda, há cinco anos, a mais bacana roda de samba do Brasil.

Até.

2 Comentários

Arquivado em Uncategorized