>BAR DO ALEMÃO, SP

>

Pode parecer, ao primeiro incauto, implicância minha esses adendos que ando fazendo aos textos do Moacyr Luz publicados em seu blog, recém inaugurado.

Mas não são, em absoluto. São – digamos – frutos dessa minha mania de ser preciso do início ao fim até mesmo em matéria de registros, ainda que à primeira vista os adendos não tenham ligação direta com o assunto tratado pelo compositor. São, eis a verdade, adendos-frutos da minha memória, já que os textos do Moacyr (esse foi o primeiro) têm me despertado boas lembranças.

Quando ele contou a história do samba CACHAÇA, ÁRVORE E BANDEIRA eu me lembrei, de pronto, do dia em que ele despencou-se da Tijuca para a Lagoa, para a minha casa, onde registramos a primeira gravação, caseira, é verdade, do belíssimo samba em homenagem a Carlos Cachaça. Escrevi sobre isso, aqui.

Ontem, terça-feira, o Moacyr escreveu PIRAJÁ, leiam aqui, sobre fatos ocorridos em São Paulo, em 1999.

Imediatamente fui arremessado ao passado e lembrei-me da gloriosa excursão a São Paulo inventada pelo Aldir em 1996. É o seguinte: por ocasião de seus 50 anos, Aldir Blanc lançou, além do CD ALDIR BLANC 50 ANOS, o livro UM CARA BACANA NA DÉCIMA NONA. E o Jô Soares, então no SBT, convidou o bardo tijucano pra uma entrevista.

Tudo certo, negociação fechada, o Aldir exigiu – e foi atendido – um ônibus desses que só faltam voar, fretado para levar uma turma grande de amigos até São Paulo, todas as despesas pagas eu nunca soube por quem, se pelo Sílvio Santos ou pelo Marco Aurélio, que era muito dado a essas loucuras em prol dos amigos.

Eu já escrevi, de leve, sobre esse dia, aqui, quando homenageei o saudoso Marco Aurélio.

Pois bem.

Chegamos a São Paulo depois da mais longa viagem por terra de que se tem notícia – paramos dezenas de vezes na estrada para repor os isopores industriais com gelo em escamas e latas de cerveja – , partimos pro hotel e de lá, no mesmo ônibus, pros estúdios do SBT, no Sumaré.

Finda a gravação, e capitaneados pelo Pelão, fraterno amigo do Aldir,tomamos o rumo do BAR DO ALEMÃO, na avenida Antarctica, onde uma tremenda roda de samba varou a madrugada.

De posse da minha NIKON N70, mecânica (não existiam as digitais… e eu ainda não conhecia o Szegeri – será que o homem da barba amazônica estava lá e eu nunca soube?????), fiz alguns registros, e eu divido dois deles com vocês.

BAR DO ALEMÃO, São Paulo, 1996, fotografia de Eduardo Goldenberg
BAR DO ALEMÃO, São Paulo, 1996, fotografia de Eduardo Goldenberg

Até.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

5 Respostas para “>BAR DO ALEMÃO, SP

  1. >Bar do Alemão – do lado de casa, encostado no Templo Sagrado – Palestra Itália! Ótima pedida! Ótimo programa!

  2. >Perdoe-me Vanessa , mas cometestes um gravíssimo erro ; o Templo Sagrado , onde os Deuses do futebol se encontram é na famosa COLINA DE SÃO JANUÁRIO .

  3. >No Alemão, nessa noite, eu não estava por pouco, por muuuito pouco. O Almeida tava!Agora, nessa do Pirajá, citada pelo Moacyr, eu tava. Foi o dia em que não disse ao João que o amava.

  4. B.

    >Pra sua precisão ser ainda mais precisa:Aldir não exigiu. Ele apenas queria levar a família, incluindo todos os então 3 netos, e trocou as passagens de avião a que tinha direito (ele mais um acompanhante) pelo aluguel do ônibus, que nem leito era, era um mil-e-um dos mais comuns. Tinha, aliás, um banheiro sofrível, que rendeu tenebrosos momentos na viagem de volta.Beijo, com uma saudade danada. =]

  5. >Faleceu ontem o velho sambista Basile. Cantor e compositor, Basile era um boêmio tímido – não tinha um tique sequer de fanfarronice –, mas orgulhoso de seu talento. Foi encontrar-se com outros bambas, como o Diniz, que perdemos também há pouco tempo. Basile, de memória prodigiosa, sabia de cor enredos dos carnavais mais remotos; poemas de rara tessitura que a gente não ouve mais.Vai com Deus amiguinho! Por aqui, ficamos mais pobres de alegria e poesia.Tania

Deixe uma resposta para Isaac Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s