NATAL NA HADDOCK LOBO

Na excelente história O BOUGAINVILLE DA CASA VERDE (leiam na íntegra aqui) publicada no BOEMIA & NOSTALGIA pelo Felipinho Cereal, o pequeno grande homem nos conta:

“As luzes estão em moda na época de natal. Nas casas, prédios, sacadas, varandas, portarias, e por aí vai. No Sindicato dos Fumageiros, na rua Haddock Lobo, está o mais belo enfeite de todos, vale conferir.”

E é verdade, é literalmente verdade.

Sem preocupação com o luxo e com a ostentação, sem grandes papagaiadas que não têm nada a ver com o que se chama de o verdadeiro espírito natalino, as simples e toscas luzes azuis nos janelões da belíssima casa-sede do Sindicato dos Fumageiros são comoventes.

Sindicato dos Fumageiros, na Tijuca, dezembro de 2008, foto de Eduardo Goldenberg
Sindicato dos Fumageiros, na Tijuca, dezembro de 2008, foto de Eduardo Goldenberg

Não enfrente os engarrafamentos, os flanelinhas, pipoqueiros e vendedores de algodão doce, tumulto e multidão em busca das luzes da árvore de Natal da Lagoa.

Dê um pulinho na Haddock Lobo, vá por mim.

Você estará mais próximo, infinitamente mais próximo, do Natal.

Até.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Tijuca

5 Respostas para “NATAL NA HADDOCK LOBO

  1. >Eu como morador e admirador da Tijuca, tenho que dar um depoimento que deveras me entristece.Estava voltando da bela homenagem ao inestimável Luiz Carlos da Vila no CRMC, com direito a canjas de Dorina e Moacyr Luz, quando resolvi dar mais uma aula de Tijuca a minha namorada que não é carioca e mora na ZS (já tinha lhe mostrado a praça Xavier de Brito e tomado umas geladas na Tia Maria).Fui levá-la à pracinha dos animais, no meio daquela floresta toda, quando um segurança da rua me impediu de forma agressiva de subir a rua Sabóia Lima.Até entendo que os moradores queiram se proteger na situação que vivemos, mas sem ferir a lei e arcando com o custo de colocar gente preparada e bem orientada.Depois de alguma exaltação, consegui manter uma certa calma e convecer o sujeito de que não oferecia nenhum perigo.Ao final feliz, a beleza do local desanuviou em instantes o lamentável percalço que infelizmente faz parte da vida nessa cidade.Abraços, D.

  2. >Perdoe-me, meu caro: mas no seu lugar eu agiria rigorosamente diferente.Pra começo de conversa eu não perderia a paciência. Chamaria a polícia, cobraria a identificação do sujeito e da empresa (ou da milícia) responsável pela suposta segurança da rua, correria atrás do nome do síndico ou do administrador do troço e até ao judiciário eu iria.E me permita também uma correção… o ex-bar a que você se refere é o da Dona Maria, na rua Garibaldi.Um abraço.

  3. >Que estranha essa história do leitor Dars. A Sabóia Lima é uma rua bem visitada, porque, além de casas belíssimas, rodeada pela mata atlântica e com um riacho em todo o contorno, tem a praça, conhecida como a “pracinha dos bichinhos. Muitas crianças brincam ali.Tem uma cancela, mas nunca fui impedida de entrar e nem soube que havia restrição.Tô com o Edu. Tinha de ter chamado a polícia. Isso é um absurdo.

  4. >Querido, essas luzinhas azuis me pareceram tão tristes e solitárias no meio da escuridão da casa… Sempre achei luzes azuis (e especialmente as verdes) de uma tristeza acachapante. Só mesmo a Tijuca para preservar a tristeza humilde do Natal.

  5. >Pois é, Olga, também não entendi…Bruno: há entretanto, meu caro, na tristeza do Natal tijucano (ao menos no meu, que há anos passo a noite do dia 24 em Volta Redonda, a Tijuca com atmosfera siderúrgica), um chamamento agudo para a reflexão e para a reorganização do pensamento e dos nossos objetivos. Há, nessa evidente não-ostentação, um significado muito grande diante do que representa a data. E salve a Tijuca!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s