>DUAS NOTINHAS

>

* acho sintomático, franca e sinceramente, que o texto DA CORRUPÇÃO, publicado ontem, não tenha tido um comentário sequer. Recebi o sinal como uma prova inequívoca de que todos os que leram o texto (que pode ser lido aqui) responderam positivamente às proposições que fiz sobre o tema. Quero crer que atingi, humílimo, meu objetivo;

* sintomático também (e esperadíssimo) o silêncio covarde do jornal O GLOBO diante do email que enviei, na manhã de 02 de novembro de 2008, sobre a vergonhosa publicação de duas odiosas notas no SEGUNDO CADERNO, na coluna GENTE BOA. O email seguiu para o endereço eletrônico disponibilizado para reclamações dos leitores (este aqui), para a referida coluna (este aqui), para o editor do caderno (este aqui) e para o próprio dono da coluna (este aqui). Muito mais que a deselegância residente no silêncio, impressiona-me a pouca importância que os destinatários deram ao assunto – gravíssimo, penso eu.

Até.

7 Comentários

Arquivado em Uncategorized

7 Respostas para “>DUAS NOTINHAS

  1. >Opa, não comentei porque só li hoje. Meu querido amigo, eu sou corrupto, pois me enquadro em alguns dos itens que vc citou. Embora nunca tenha oferecido cerveja a guarda para não ser multado, até porque não dirijo automóveis, sou culpado por dar uma gruja de dois reais a um cara do açougue do mercado aqui perto de casa para que ele separe sempre cinco ou seis peças de osso de peito para minha cachorrada. Osso era fácil de achar nos açougues dos bons tempos e era até digrátis. Hoje pagamos por isso, mas até pagando a disputa é grande em regiões de densa população canina. Nunca pedi arrego a professor nem estimulei ninguém a usar o acostamento, mas tive a maior vontade de fazer isso. A solução foi segurar a mijada. Camelô, claro que compro, e até tenho o cartão de visitas de um deles, que faz ponto ali perto do Menezes Côrtes. Paulão é o cara! Foi quem me vendeu uma bolsa para câmera digital barata e boa, igualzinha à da ótica. Recibo para pagar menos IR, é claro que sim. Na verdade, peguei recibo porque foi num tempo em que eu não tinha ainda pessoa jurídica e tinha que trabalhar, vagabundo. Cambista não tenho nenhum de confiança, mas já recorri várias vezes a eles. Uma vez no Municipal, para não fazer feio com uma ex-namorada numa ópera maluca do Gerald Thomas. No Maracanã, só uma vez, há muitos anos. E no Engenhão, um dia desses, pois eu havia erradamente comprado ingresso no setor Norte e queria no Leste Superior, onde fica a torcida do Glorioso. No entanto, nunca comprei dvd nem cd pirata. Ah! Teve um dia em que eu comprei um monte de peixes no Mercado São Pedro. Subi para beber no bar fechado que fica à direita da escada e esqueci da vida. No fim da tarde, o cara me entregou um monte de pacotes parecidos e levei. Só de noite, na hora que eu e dois amigos preparávamos o banquete do dia seguinte, sábado, meu aniversário, é que vimos que eu tinha trazido a encomenda errada, aliás, muito mais cara, com pacotes de siris, linguados e o escambau, provavelmente de outro freguês ou do dono do bar. Mas já estava tudo fechado e eu não ia devolver na segunda-feira. E como a festa era no sábado, fazer o quê, malandro, fazer o quê!?!? EU SOU CORRUPTO, EU SOU CORRUPTO!!!

  2. >Edu, eu também, nessa linha do Zé, sou corrupto; que o diga um vendedor de camisas de times de futebol no camelódromo da Uruguaiana. Agora, sem sacanagem, acho essa questão bem problematica. Temo e execro a cultura da corrupção , mas também tenho horror a um moralismo puritano que resvala em um conservadorismo que pode ser perigoso. Já cometi uma caralhada de coisas que seriam listadas como pequenos delitos (meu ídolo, o velho anarquista Ideal Perez diria que é desobediência civil, hehehe) e, ao contrário de você, meu mano, não acho mesmo que tudo é farinha do mesmo saco. Quando comprei, por exemplo, um ingresso nas mãos de um cambista para que a Candida fosse assistir ao Fla X Bota na final do carioca, a única coisa que pesou na minha humilde consciência foi ter colaborado para que a torcida do Fla tivesse uma torcedora a mais. Cometi o delito, não sou bandido, ela ficou feliz, eu também. Encaro esse tema com muito receio, porque acho sinceramente que o discurso anti-corruptor pode mesmo descambar para um puritanismo calvinista dos piores. Tenho tanto medo do canalha corrupto, da besta corruptora, como daquelas senhoras impolutas que marcharam com Deus pela liberdade e nunca cometeram um desvio de conduta contra a moral e os bons costumes e daqueles jacobinos defensores da moral pública que sairam guilhotinando todo mundo que aumentou preço do pãozinho sem autorização do ditador. Como diria o poeta, Macunaíma matou a cobra e deu um nó. Beijo.

  3. >Simão: eu escrevo mal pra burro, ou – sendo condescendente – não sei transformar em palavras escritas o que me vai na cabeça. Não sou puritano, você sabe bem disso. E já corrompi (jamais fui corrompido!!!!!) um bocado de gente, num bocado de situações. Acho, entretanto, importantíssimo, termos isso em mente: temos a tendência de achar que é corrupção apenas aquilo que nossa mão não alcança. O delito do outro é sempre capaz de transformar o nosso em brincadeira de criança – eis aí o grave erro. Beijo!

  4. >Edu, querido, eu sei e é claro que entendi, até mesmo quando admiti, em tom de brincadeira mas sabendo que é sério, o caso do cambista. Também corrompi e vez por outra corrompo, e tenho consciência disso. E aproveitando a ocasião, mando-lhe amorosamente a merda em virtude da primeira frase de vosso comentário.beijo

  5. >Acordado às quatro e meia da manhã, Luiz Antonio?

  6. >Rapaz, estava acompanhando as eleições nos esteites; ouvindo o discurso do Obama. Candida dormia feito anjo.Beijo

  7. >Ainda sobre a coluna Gente Boa, hoje, 07/09, está lá, com grande destaque, bem no centro, fotos e notas sobre um tal Estilo Puc, que vem a ser um desfile para eleger a aluna mais estilosa(?) do campus. Tem coisa mais fútil?!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s