>RUA DO MATOSO – A SÉRIE – BASTIDORES V

>

Fizemos ontem, sábado, partindo às oito e meia da manhã da PADARIA MILU, nosso terceiro e último passeio pela rua do Matoso visando a série que publicarei no BUTECO a partir dessa semana, e hoje publico a quinta edição dos bastidores dos passeios (aqui o I, aqui o II, aqui o III e aqui o IV).

Fomos eu, Felipinho Cereal e meu pai, meu amado pai, Isaac Goldenberg.

A primeira Brahma foi às 8h50min no ESCONDIDINHO DA MATOSO. De lá, seguimos em direção à QUITANDA ABRONHENSE, onde derrubamos mais algumas garrafas de cerveja em meio a um fabuloso papo com o seu José e com a dona Conceição, o casal que comanda aquele oásis desde 1967.

Felipe Quintans (o Felipinho Cereal) e Isaac Goldenberg, meu pai, na QUITANDA ABRONHENSE, na rua do Matoso 178, na Tijuca

Visitamos mais algumas lojas antiqüíssimas da rua e terminamos no ARMAZÉM MATOSO (mais detalhes durante a publicação da série), onde vivemos momentos intensamente emocionantes, fechando com chave de ouro nosso terceiro passeio.

Até.

Anúncios

8 Comentários

Arquivado em Uncategorized

8 Respostas para “>RUA DO MATOSO – A SÉRIE – BASTIDORES V

  1. >Que venha então ! Confesso estar curiosa para ver este trabalho, boa sorte e bom domingo para vc e tua familia.

  2. >Obrigado. Esperamos não frustrar suas expectativas. Aquele abraço.

  3. >Opa, Eduardo!Passo todas as segundas e quartas em frente à QUITANDA ABRONHENSE. Um dia desses gostaria de ter o prazer de encontrá-lo por lá. Pode?Um abraço

  4. >Rodrigo Nonno: como assim “pode”?! Se eu estiver lá, pô, você IRÁ me encontrar, não? Acontece que às segundas e quartas-feiras, rapaz, dificilmente eu apareço na QUITANDA ABRONHENSE. A bem da verdade, nunca fui muito de parar ali pra beber, sabe? Mas com a aparentemente inevitável derrocada do RB, pode ser que eu passe a fazer dali o meu porto, sacou? Um forte abraço.

  5. >Eu passo por lá outros dias também, a bordo do 406, por volta das seis da tarde e sete da noite. Se souber quando vai pra lá, me informa, que apareço quando você estiver. Valeu ?!

  6. >406????? É justamente o ônibus que me leva, diariamente, ao trabalho, no Largo do Machado!Me escreva, Rodrigo: edugoldenberg@gmail.comA gente combina alguma coisa, certo?Abração.

  7. >Prazer em conhecer teu blog, voltar assim à rua do Matoso, padaria Milu, Domício da Gama agora com pizzaria na esquina, e o cine Madri, e o Divino!!!!E os nomes de botequins de portugueses, e etc, etc, etc… Tudo tão bem contado.Tem coisas que às vezes a gente prefere não dizer, pra não parecer piegas, mas o fato é que você conseguiu passar emoção sem cair no chororô, e me permitiu ficar emocionada por várias coisas que li ali, afinal talvez essa seja a recompensa de quem escreve.E a foto paterna, maravilhosa.Misto de Nelson Rodrigues evocado e vida real, anos 60.Saudades de andar de ônibus, e da empada da Salete, e da vida que existe longe das grifes e dos fogos fátuos…Parabéns!!!!!

  8. >legal seu blogfique na pas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s