EM REFORMA

Excesso de trabalho que gera agudíssima falta de tempo, agudíssima falta de tempo que exige que sejam priorizadas as tarefas mais urgentes e as mais imprescindíveis, imprescindibilidades que impedem, infelizmente, que esse humilde dono deste humílimo buteco – que lhes escreve hoje – continue batendo ponto diariamente, incansavelmente, como faço há anos, no balcão imaginário – ao menos por enquanto, até segunda ordem.

A audiência só faz aumentar, mês a mês, a cada dia novos fregueses pousam cotovelos no balcão de mármore, alguns deles viram (como de fato alguns viraram) fraternos amigos, e não é exatamente fácil, do ponto de vista afetivo mesmo!, decidir baixar as portas de ferro para uma ampla reforma no estabelecimento.

Mas é preciso.

Torço para que não parem de chegar curiosos e para que sejam curiosos os que já são leitores e que se habituaram a baixar por aqui em busca de humor, precipuamente de humor, escarafunchando, a fundo, os mais de 950 textos expostos nas paredes, nas estufas, nas geladeiras, nos painéis publicitários do buteco.

Sempre que houver tempo – tenho certeza de que não resistirei a isso… – abrirei a portinhola no meio da porta de rolo de ferro pra dar um recado, mínimo que seja.

E, por fim, um recado e uma promessa…

O Buteco não foi vendido para nenhuma rede de franquia de botequim! Não será descaracterizado. Não será reformado a ponto de perder suas características. Mas voltará, tenho certeza, ainda mais animado, ainda mais tumultuado, com ainda mais bate-boca, com a verdadeira cara do mais autêntico buteco brasileiro, carioca por excelência.

Até.

Anúncios

22 Comentários

Arquivado em confissões

22 Respostas para “EM REFORMA

  1. >Uma pena, Edu! Era a minha alegria acordar cedo, pegar um copo de café, no copo americano mesmo, e correr para a frente do micro, para ler os seus textos.Até breve! Rodrigo Medina

  2. >Pois é Edu… cabeça vazia = oficina do capeta. O negócio é trabalhar! : ) Um forte abraço!Roberto Fraga

  3. >Luana: confesso, do alto dos meus 39 anos, que estou velho e caquético o suficiente para não fazer a menor idéia do significado desse desenho (vocês, jovens e sem pelos nas orelhas, chamam isso de emoticon, certo?) formado por dois pontos seguidos por vários sinais de “til”, com a letra “o” no final, antes de um parênteses. Parece-me, permita-me a confissão, um nariz escorrendo. Se for gripe, saúde!Rodrigo: não deixe de checar a quantas anda o BUTECO, malandro. Se eu bem me conheço – e olha que eu me conheço! – não vou resistir a dar, vez por outra, quiçá diariamente (o que aumenta minha sensação galopante de que pioro a cada dia, a olhos vistos), meus pitacos por aqui. Faz-me um bem, Rodrigo, um tremendo bem – e estou a precisar disso – esse diálogo com os passantes da calçada e os que atracam no balcão. Um abraço.

  4. >Roberto Fraga: acho que você não entendeu exatamente o espírito da coisa… Sinceramente. E desde quando eu fico com a cabeça vazia e sem trabalhar?! Sou, eis a confissão que faço diante do balcão, a verdadeira e íntegra personificação do profissional liberal. Trabalho sozinho, sou advogado, meu secretário, meu telefonista, meu estagiário, meu assistente, meu chefe e meu próprio empregado. Tenho, vê-se, por isso, a menor folha de pagamento da paróquia, mas se tem um troço que me falta, desde que me formei, em 1992, é tempo com a cabeça vazia. Aquele abraço.

  5. >É uma carinha chorando, Edu. Vou sentir falta dos seus textos, também. E ok, vc tem razão, não parece o que quer dizer… Até mais!

  6. >Luana: então eu acertei, pô! Eu, ao menos eu, quando choro, vejo, entre envergonhado e enojado, meu nariz escorrendo como a mais turbulenta tromba d´água rio abaixo. E vou repetir: passe sempre por aqui. Não vou resistir – e preciso não resistir! – a dizer um “a”, que seja, de quando em vez.

  7. >Caro Edu,Passe aqui ao menos para dar um OI para teus leitores fiéis que tanto acompanham as tuas histórias…Abraços,Natasha Zadorosny

  8. >Que pena… Eu passo aqui TODOS (com ênfase Szegeriana – apud Goldenberg) os dias e ficarei muito triste de não ver textos novos… Mas, como leitora fiel que sou, continuarei vindo sempre e aproveitarei para continuar lendo os textos antigos. Abraço,Perla Lima(Pará)

  9. >Nossa, isso aqui ta parecendo a despedida do Joel Santana

  10. >Oi, Natasha Zadorosny: veja que sou, antes de tudo, um gentil com meus leitores fiéis que tanto acompanham as minhas histórias…Prata: discordo, moleque, discordo e radicalmente. Em primeiro lugar porque isso aqui não encerra uma despedida, mas um até breve, se os deuses assim o permitirem. E em segundo lugar, porque a “despedida do Joel Santana” foi um dos maiores vexames já registrados no Maracanã e justo pelo meu, pelo nosso Flamengo. Bola fora, menino, muito fora. Beijo.PS: traga presentes de Cuba para quem se arvora em ser seu pai.

  11. >Edu, Apesar de publicar poucos comentários (se não me engano foram três), sou frequentador assíduo desse buteco e assim continuarei. Espero sempre poder tomar uma gelada nesse balcão. Mas que vai fazer uma falta danada de dar uma passada neste buteco e vê-lo fechado, com certeza, vai dar.AbraçosDaniel Liberto

  12. >Será mesmo, Edu? Será que a rede Bel(monte) de merda não ofereceu ao dono deste Buteco, pela cessão do espaço, uma elevada quantia, quiçá mais alta que a recebida pelo(a) travesti André(a) para calar a boca no caso Ronaldinho? Será que amanhã ou depois não entraremos aqui e veremos, ao invés da estátua de Noel Rosa, Edu abraçado a celebridades, cantrizes e promoters trajando abadás e parangolés? Será que o Buteco virtual ganhará ares de “virtual clean bar” e terá seu preto básico substituído por cores da moda?Só o tempo dirá…ps – palhaçadas à parte, te conheço o bastante para saber que a vontade de voltar a escrever aqui será, em pouco tempo, maior do que a necessidade de se afastar para cuidar de outros assuntos, por mais urgentes que estes sejam… ou não é verdade que você já retornou a esta parte dos conentários para escrever pelo menos quatro vezes?De qualquer forma, deixo um grande abraço e afirmo que sou insistente e continuarei a frequentar o Buteco até ver novas palavras postas à mesa.

  13. >Daniel Liberto: como se vê – se estou respondendo, estou vivo – não vai ficar fechado, fechado, fechado, se é que você me entende. Mas é que soma-se à falta de tempo, ao excesso de trabalho, à necessidade de repensar a forma de servir o de comer e o de beber, uma vontade agudíssima de não dizer uma porção de coisas. Fique esperto, entretanto. Já, já, se tudo der certo, levanto a porta de ferro e chamo o povo pra mais um brinde. Abração.Arthur, meu caro: é verdade que tenho voltado sempre aos comentários – como agora, uma vez mais – mas em atenção a vocês, meus poucos mas fiéis leitores, que minha falta de tempo (blá, blá, blá, blá, blá) está, de fato, muito braba. A vontade de escrever não cresce, malandro, eis que já é imensa e intensa, pois são elas, as palavras, as maiores porta-vozes do que guardo em mim. Mas é preciso o afastamento. Por tudo o que já disse. E continue insistente… Em breve, se tudo correr como pretendo, tô de volta. Abração.

  14. >Irá voltar meu caro, fé nos deuses. O silêncio de quando em vez é necessário, voltará com mais força, desde de já torço pela a sua volta. Como dizia o poeta:Pode ir armando o coretoE preparando aquele feijão pretoEu tô voltandoPõe meia dúzia de Brahma pra gelarMuda a roupa de camaEu tô voltando

  15. >Vai trabalhar, vagabundo/ Vai trabalhar, criatura…

  16. >aaaaaaaaahhh!!!!!!!!!!!!! 😦

  17. >Zé Sergio: cante isso diante do espelho, minha madrinha. Serve pra você, não pra mim.Eugênia: “b”.

  18. >EDU, não fode. Esses comentários sobre a falta que você vai fazer estão chatíssimos. Volta a escrever logo a porra do buteco pra evitar essa lenga-lenga mais previsível que o futebol burocrático do Lucio Viadinho Flávio.Beijo.

  19. >SIMÃO, ê ô, SIMÃO, ê ô… Sem orquestração do Galvão.

  20. Pingback: PROSSEGUINDO COM A REFORMA | BUTECO DO EDU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s