>UMA GRANDE TARDE DE SÁBADO

>

Poucas coisas podem ser tão prazerosas, numa tarde de sábado, como sentar à mesa ao lado da mulher amada no Casual Retrô, no velho Centro do Rio, na rua do Rosário, a caminho do CCBB para a exposição da família Ferrez. Ela, com o cardápio nas mãos e olhos de ai-me-ajuda, me diz:

– O que vamos comer?

Chamo o Santos à mesa e repito a pergunta.

– Querem ser os segundos a provar minha mais nova criação? Ainda nem está no cardápio… E vocês vão comer como reis!

Concordamos, evidentemente, que só um bobo não ouve um chefe dentro de seus próprios domínios.

Bacalhau D. João VI, do restaurante Casual Retrô, na rua do Rosário

O prato, a honestíssimos R$70,00, lombo de bacalhau servido com curry e molho de camarão, vem acompanhado de arroz de brócolis e purê de batatas.

Uma garrafa de vinho.

E a tarde fechou bonita de doer.

fotografia tirada em 29 de março de 2008 da rua do Rosário com a visão da Praça XV às 19h24min

Como minha garota.

Até.

12 Comentários

Arquivado em Uncategorized

12 Respostas para “>UMA GRANDE TARDE DE SÁBADO

  1. >Eu devo ser um sujeito azarado, mesmo…

  2. >Neste particular, meu caro Szegeri, é mesmo…A Dani disse, ainda lambendo os beiços depois de terminarmos – ela confirmará isso:- Puxa, vida… Temos que vir com o Szegeri repetir esse prato aqui…Acontece, querido, acontece.

  3. >Edu, Papa fina esse negócio hein? E eu comendo piaba com farinha no Pavilhão de São Cristóvão com uma horda famélica.

  4. >Fraga: o prato do Edu parece realmente muito bom, mas pequeno demais para o tamanho da fome que – imagino – ele deve sentir aos sábados. O que quero ressaltar, porém, é outra coisa, aproveitando o ensejo da piaba com farinha: por metade daquele preço eu comeria um baião de dois na Feira de São Cristóvão.

  5. >Ô, Bruno: tudo verdade, malandro… Mas há que se fazer as devidas ponderações…O prato é farto e serve duas pessoas com folga. Além do mais, comemos bolinho de bacalhau de entrada com alguns muitos chopes (o chope de lá é excelente).Quanto ao preço… vale a pena. O bacalhau é de excepcional qualidade!E de mais a mais, de vez em quando é bom uma extravagância… Ainda mais bem acompanhado, como era meu caso.Beijo!

  6. >Bruno,Com 70 pratas a gente faz um banquete lá em São Cristóvão.E olha que a rapaziada (a maioria composta por nordestinos famélicos) pegou pesado.A conta não passou de 100 pratas.Sds!

  7. >Gostei do final: COMO minha garota. Foi intencional, malandragem?

  8. >Metade do preço, não, ô Bruno. Terça parte. Na “feira dos paraíba” (não sou politicamente correto e, além disso, nasci em Sergipe), setentinha dá pra comer três pratos de baião de dois.

  9. >Foi, José Sergio Rocha, foi. Mas precisava ter espalhado? Ô, esclerose…

  10. >Sempre é bom chamar a atenção para certos detalhes, senão passam despercebidos, né não?

  11. >Suas dicas são sempre perfeitas! Amei o Chega de Saudade e com certeza vou amar esse prato de bacalhau. Obrigada por dividir o que há de melhor com a gente.

  12. >Precisava colocar a foto do bacalhau? Aqui em Londres nao tem essas coisas nao, dah vontade de chorar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s