>HÁ POUCO MAIS DE VINTE ANOS

>

No dia 09 de junho deste ano escrevi, aqui no Buteco, um texto chamado “1986-2006”, em homenagem ao Vidal, a Lenda, e acabo de relê-lo e acabo de ficar, de novo, emocionado, como no instante em que o escrevi. Explico.

Estávamos, naquela altura, a dois dias da abertura da Copa do Mundo. Leiam o tal texto – repito o link – e notem que o Vidal, naquele 9 de junho, me fez a pergunta fatal:

– Edu… ´cê tá lembrando que depois de amanhã começa a Copa e que há exatos vinte anos assistimos ao primeiro jogo do Brasil juntos, na casa do Marquinho, na Grajaú?

Evidente que eu lembrava. E ainda mais evidente que, da pergunta em diante, fui um nostálgico com agudíssimas saudades de tudo e de todos, mesmo que sem qualquer razão aparente, até mesmo porque não quero nada daquilo de volta, embora atribua tudo o que sou, a cada dia, a cada hora, a cada minuto passado desde o 27 de abril de 1969, a cada pessoa que me cruzou o caminho, incluindo as vacas que tentaram destruir, em vão, meu pasto.

Mas eis que o Vidal, dia desses, me bate o telefone e me convoca, grave, para um encontro rápido:

– Tenho um troço para ti.

Eu ganindo do outro lado da linha:

– O que é? O que é?

– Surpresa. Seis horas no Rio-Brasília.

Cheguei às quatro.

E vivi duas horas de angústia.

E ele, que foi pontualíssimo, entregou-me, em forma de fotografia, aquele primeiro de junho de 1986 a que me refiro no texto “1986-2006”.

Image Hosted by ImageShack.us

Não é possível que isso aconteça só comigo.

Foi ele me entregar a tal fotografia e eu vi, um por um, diante do balcão do Rio-Brasília, pedindo carne assada com coradas e maracujá ao Joaquim, comemorando aquele gol do Sócrates no macérrimo um a zero contra a Espanha.

Pela ordem, vamos lá.

Em cima, da esquerda pra direita: Bandoli, Nêga, Denise, Telmo e Zacour, formando um “v” na fotografia. De amarelo, Claudinha Lyra, Janine (com os óculos escuros nos cabelos) e Claudinho Braga atrás. Abaixo dele, Patrícia Rocha, Duda, Alexandre Viana, eu (de boné) e o Lula, com a flor na orelha. No chão, Marcelo Vidal, Marcinha e Piúma.

No canto da foto, embaixo à direita, a data, para os incrédulos: jun.86.

Muitos eu nunca mais vi.

Mas é impressionante – as fotografias nos revelam troços inescrutáveis – como todos estão comigo. Ainda.

Até.

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “>HÁ POUCO MAIS DE VINTE ANOS

  1. >Acabo de deletar um comentário anônimo, e o farei quantas vezes forem necessárias.Covarde aqui não tem vez.Quer falar o que pensa? Assina!

  2. >Grande Eduardo,Agora a saudade bateu muito forte!O tempo com certeza não volta, mas me sinto muito feliz por ter vivido momentos tão legais ao lado de amigosUm abraçoPiuma

  3. >Eduardo,Apesar de não estar na foto, fiquei emocionado.Caraca,passou um filme na cabeça!Que bom seria rever aquele pessoal…Parabéns pelo blog.Silvestre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s