>RESENHA (por Vicente Melo)

>

Eu não tenho hábito – ou melhor, jamais fiz isso! – de escrever nada nos finais de semana. Mas ontem o Buteco recebeu uma mensagem tão bonita e que me deixou tão feliz, que a ela dou destaque hoje. Vem do jornalista Vicente Melo, da minha mui querida cidade de Volta Redonda, que fez uma espécie de resenha sobre o livro que lancei em dezembro do ano passado. Ergo o copo imaginário ao lado do seu Osório, comandante da esquina da Artistas com a Ribeiro Guimarães, à saúde do Vicente!

Bem, acho que também enquanto poetiza, o Edu dá continuidade a sua viagem. É que temos mesmo nossos outros lados. Ao que parece, os do Edu são otimamente semelhantes. Porém, tô aqui e agora para falar do Botequim da Vida, que só agora li.

É preciso ter aptidão para viver, a alma santa e o olhar complacente para decorar o espaço da festa. O Edu tem. Prende cada fita em seu devido lugar, cada renda e cada buquê ocupam parcimoniosamente seus precisos pontos, tudo com o máximo de luxo, porque não apenas percebe o valor, mas exerce o respeito e dignifica o espaço para o maior espetáculo da terra: o desfile do espírito humano. É assim em seu livro. Fica impossível falar da carioquice, prender-se ao estilo coloquial, da ênfase dos diálogos teatrais na construção do particular humor de Edu, pois é irrecusável o convite para puxar uma cadeira, tomar o chopp e esquecer os compromissos menores.

No bar, no lar, no elevador, no táxi, no Maracanã, no Tribunal, na banca do bicho, enquanto existirem Edus e Tijucas, seremos testemunhas de que a amizade é o melhor alimento para a alma e nos faz juntos e iguais aos que acreditamos dignos de nossa fantasia. Como instituição respeitada, o bar é o lugar ideal para materializarmos aquilo que não é obrigação, o melhor da vida, por isso o Edu decora com tanto zelo. É aí que o “grande seu Osório” planeja se solta um arroto ou um pôta!, e sempre rola uma Gisleyne para ampliar o argumento dos que já dobram a curva do 15º chopp e incentivar os que gostariam de ser diferentes, mas vêm suas mazelas expostas no meio do salão. Aliás, deliciosas mazelas que na roda produzem delírios ao destruir os cânones e desalojar os credos. Onde o SEMPRE busca consagrar a vida na terra como no céu, é impossível não ter um Dedeco como referência, um taxista livre para uma história de amor e dor, a lembrança do afogamento em Niterói, a figura ímpar do Comandante nu, quiçá denunciando a ausência de seu Armani, uma Dra. Vitorina que estragaria a nossa festa se se mantivesse com os metódicos do hortifruti e a terrível constatação de que até o Brizola morre. É a arte de ocupar o tempo de viver com a menor dor possível, usando o feitiço das histórias e palpites da vida sem fim.

Enquanto Edus e Tijucas puderem se encontrar, estará protegido o melhor do patrimônio humano, o encontro com tudo o que tem direito para a sua manutenção: a cumplicidade, o machismo, a lascívia, a dor, a festa, a nostalgia, o medo e o heroísmo, a glória e a derrota e o chopp, claro, ousadia dos que querem um pouco do sonho agora. Da dura realidade sobra para cada um de nós apenas um sentimento de independência, o direito de escolha e a liberdade de expressão, portanto: raclete, nunca mais, um chopp, por favor e foda-se a freira!

Vicente Melo

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “>RESENHA (por Vicente Melo)

  1. >Quem merece, merece!Li o livro ontem. Edu… só tu!! Mais ninguém podia escrever assim.E fiquei tão feliz de te conhecer!!!!Não o larguei, de manhã na cama, mais tarde ao pequeno-almoço, na lavandaria enquanto esperava as máquinas terminarem o ciclo. Em menos de nada cheguei ‘a última página.Ri, chorei e, mesmo tendo sido pouco o nosso tempo juntos, reconheci algumas histórias, lugares, pessoas… e deu-me uma saudade boa.Um abraço muito forte e apertado.Parabéns querido e Obrigada!Bem haja!

Deixe uma resposta para ∫nês Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s