>JINGLE BELL EM VILA ISABEL

>

Quando eu me derramo de amores pela zona norte, quando eu me declaro um tijucano de quatro costados, quando eu choro quando passo no subúrbrio, é porque é na zona norte, na Tijuca e no subúrbio que se esconde o tesouro que guarda o segredo da carioquice no mais alto grau que me comove e que me justifica. Quero hoje lhes contar uma deliciosa passagem, realíssima, eis que mantenho-me em 2006 preciso do início ao fim, do Natal em dezembro de 2005. Eu disse “Natal” e acabo de me lembrar que o Vidal, a Lenda, e sua companheira, a Gláucia, foram passar o Natal em Nova York. O que renderá, por certo, bela abertura para hoje.

Foram os dois, Vidal (pela quarta vez) e Gláucia (pela primeira). E de lá voltaram numa alegria capitalista comovente. Eis alguns momentos atribuídos a egotrip vivida pelo casal.

– Hi, my darling, how are you? – disse a Gláucia tão logo me viu no Estephanio´s.

O Vidal me dá um abraço e me estende um embrulho que desembrulho na hora. É uma caixa de 20 cigarros Nat Sherman Classic. Antes que eu agradeça ele grita:

– Oito dólares!

A Gláucia, que a tudo assiste, aponta pros tênis do meu amigo e urra:

– Quarenta dólares!

Passamos o reveillon juntos. Meia-noite e a Gláucia me crava um abraço:

– Happy new year, my darling!

Eu, zonzo com os fogos, abraço meu irmão, o Vidal. Ela me empurra e diz:

– Não amarrota essa camisa! Oitenta dólares!

E assim estão até hoje. Que beleza as conseqüências de uma viagem na alma de um cidadão da zona norte!

Vamos ao episódio natalino.

O Celsinho, que está pra casar com a Tati, já há 2 anos cede sua casa, portentosa, em Vila Isabel, para o Natal da família da namorada.

Ano passado foi por conveniência. Por falta de espaço a Tati sugeriu o troço ao Celso, que tem o coração imenso, e lá foi a família inteira da Tati aos dominíos do Celsinho. Amaram tudo. O tamanhão da casa, o freezer, a piscina, e eis que nem se discutiu nada. O Natal de 2005 seria mesmo, também, na casa do bom Celso que nem titubeou. Só deu uma negociada.

Disse à Tati que receberia uns amigos por volta das 16h, mas que às 20h a casa estaria liberada pra família. Trato fechado.

Às 16h chegam os amigos do Celsinho, todos bárbaros, Fefê entre eles. E neguinho só bebendo. Bate aquela fome e ao mesmo tempo bate a campainha.

É um entregador com dois perus reluzentes, enormes, lindos, que são postos na mesa ao lado dos amigos. O Celso sacando os olhares manda essa:

– Gente… Nem fudendo! Ninguém toca na porra do peru que é pra ceia da família da Tati!

Nego concorda mas fica ali, secando a bandeja.

Dá sete horas e bate a campainha.

Entra uma senhora, bem vestidíssima.

Celsinho a apresenta aos amigos, já tortos:

– Gente, essa é a Tia Dorinha, tia da Tati.

Aquelas mesuras e tal e lá foi Tia Dorinha dar um jeito nas coisas.

Faltando meia hora pro fim da coisa, vem Dorinha e arranca uma das coxas do peru dizendo apenas:

– Que fome, puta que me pariu! – e volta ao trabalho.

Daí veio a revolta.

– Que porra é essa, Celso? Não era pra ceia essa merda? – gritou um.

– Sacanagem! Tô morrendo de fome e tenho de asistir essa bruaca arrancar a coxa, logo a coxa que é o que eu mais gosto! – mandou outro.

Celsinho sem jeito bate o celular pra Tati e diz apenas:

– Perdi a moral. Dorinha avançou no peru. Vou liberar pra galera.

E liberou.

E o que se viu, sinceramente, só na zona norte.

Destruiram os perus em coisa de cinco minutos.

Comeram as peles das aves, a farofa, as ameixas, tinha gente comendo fios d´ovos como se fosse macarrão num espetáculo famélico hilariante.

Quando não havia mais nada, nem sinal do peru, neguinho foi se despedindo.

Daí vem Dorinha e grita:

– Meu Deus do Céu! Cadê o peru?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!?!

E o Zé Colméia, no meio da turba, abaixa as calças e devolve:

– Taqui, velha! Mas não é pro teu bico!

Até.

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “>JINGLE BELL EM VILA ISABEL

  1. >Pô, sacanagem…Fui embora 17h, se soubesse ficava para o ataque gastronômico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s