JULIO CESAR, O IMPERADOR

Há, no Rio-Brasília, meu buteco de fé e buteco de fé, também, do Felipinho Cereal e de uma pá de gente que entende do riscado (perguntem, por exemplo, ao queridíssimo Arthur Tirone, o Favela – de São Paulo -, ou ao Bruno Ribeiro – de Campinas -, qual o buteco do coração deles, aqui no Rio de Janeiro), dois garçons que estão, como se não bastasse o portento que é o bar, entre os melhores do Brasil: o Deus e o Imperador. O primeiro chama-se Deuzenir e o segundo, Julio Cesar. Pra facilitar os trabalhos de comunicação no Rio-Brasília – troço importantíssimo dentro de um buteco! – eles são chamados pelos apelidos, Deus e Imperador.

E é sobre esse último que quero lhes falar hoje.

Aliás, para ser mais preciso, preciso lhes dizer que o que escrevo hoje tem como alvo, percipuamente, meu irmão paulista, o homem da barba amazônica, Fernando José Szegeri. Como foi, também, para Fernando José Szegeri que fiz a fotografia que ilustra Julio Cesar, o Imperador. E por uma razão muito simples…

Dia desses, há uns meses, estava o Szegeri, comigo e com outros amigos em comum, no Rio-Brasília. Falava-se sobre futebol, quando o homem da barba amazônica, espetando o indicador em direção ao Imperador, perguntou:

- E você? Vasco, Flamengo, Botafogo, Fluminense ou América?

E o Imperador, indignado:

- Nenhum deles. Sou Palmeiras!

O Szegeri, palmeirense de carteirinha, quase que teve uma síncope. Buscou entender as razões:

- Você é de São Paulo?

- Do Rio.

- Morou lá quando pequeno?

- Não.

- Meu Deus! Meu Deus! Palmeiras! Palmeiras! Palmeiras! – deu de gritar o Szegeri.

Quando eu o flagrei, na terça-feira à noite, quando estive no Rio-Brasília com o Felipinho Cereal e o Favela, trajando a camisa verde-e-branca do Palmeiras, não pensei duas vezes:

- Imperador! Vira pra cá! Quero fazer uma foto pra mostrar você com essa camisa àquele amigo meu de São Paulo!

- O seu Fernando?

- É!

E abriu o sorrisão esticando, orgulhoso, a camisa do Palmeiras.

Julio Cesar, o Imperador, 09 de setembro de 2008, no RIO-BRASÍLIA, na rua Almirante Gavião, na Tijuca

O Imperador é um grande garçom. Graças à gestão e à impressionante visão empresarial do Joaquim, o Imperador é obrigado, vez por outra, a atender o buteco lotado, sozinho! E dá conta do recado. Dá conta do recado e não perde a pose, não perde o bom humor, não se perde, está sempre sorrindo, sempre pronto a dar sugestões se flagra o freguês entre o torresmo e a moela e é um craque na arte de pescar as mais geladas garrafas de dentro das geladeiras.

Se você pintar no pedaço, do meio pro final da tarde, e ficar até o abaixar das portas, você testemunhará o Imperador se despedindo com uma cara de quem acabou de chegar. E o verá montado em sua bicicleta, que ele vai pedalando, todas as noites, pra casa, no tijucaníssimo morro do Borel.

Uma grande figura, um grande personagem carioca.

Até.

ps: eu não sei quanto a vocês… mas é um bocado comovente perceber, devagar, com olhos de ver, os azulejos pretos e azuis na parede à esquerda de quem entra, as três pesadíssimas mesas de tampo mármore que foram do refeitório do Instituto La-Fayette, os espelhos sobre as mesas com molduras de madeira, essa atmosfera inebriante que guarnece os butecos de verdade…

About these ads

4 Comentários

Arquivado em botequim, Rio de Janeiro

4 Respostas para “JULIO CESAR, O IMPERADOR

  1. >Galinho, aquele dia estávamos, como de hábito, obnubilados pela poesia e pela seiva gelada que abundam nos butecos e não conseguimos perceber uma verdade simples, matemática. Vejamos.Júlio César = ImperadorImperador = RomaRoma = ItáliaItália = Palestra ItáliaPalestra Itália = Palmeiraslogo,Júlio César = PalmeirasÓbvio. Ululante.Saudações palmeiristas ao Imperador! Choro de pensar em sua casa: uma digníssima embaixada palestrina, em pleno coração do Borel!

  2. >Vida longa ao Imperador. Homem de bom gosto, indescutível. Quando estiver na cidade maravilhosa, presentearei-o com maravilhas alvi-verdes.Abraços

  3. Pingback: PROVAS CABAIS | BUTECO DO EDU

  4. Pingback: PALMEIRAS: UM FENÔMENO NO RIO | BUTECO DO EDU

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s